Dono da OceanAir compra companhia aérea colombiana Avianca

232

A brasileira Sinergy vai comprar 75 por cento da companhia aérea colombiana Avianca e pretende tirá-la de uma concordata preventiva nos Estados Unidos, disse German Efromovich, empresário que controla a Sinergy.

Efromovich fundou também a petrolífera Marítima, que está em uma longa batalha com a Petrobras sobre a construção de plataformas de petróleo. Recentemente, criou a companhia aérea regional OceanAir.

“A idéia é tirar a empresa da concordata com este acordo”, disse Efromovich em um entrevista coletiva em Bogotá, acrescentando que a Avianca poderá pagar sua dívida usando fluxo de caixa.

A Sinergy fará um injeção de 64 milhões de dólares na Avianca e assumirá suas dívidas, totalizando 300 milhões de dólares, disseram os atuais acionistas da Avianca.

O conglomerado colombiano Valores Bavaria venderá 50 por cento da participação na Avianca e a Federação de Produtores de Café reduzirá de 50 para 25 por cento a sua parte na empresa.

A Avianca, uma das mais antigas linhas aéreas da Colômbia, está perdendo dinheiro há anos, prejudicada pelo fraco crescimento econômico do país, custos com combustível e seguros, e pela crise na Venezuela.

A empresa começou a se reestruturar e cortar custos durante a concordata. O lucro operacional no ano passado para 165 milhões de dólares, e a receita para 580 milhões de dólares.

A Avianca realiza 290 vôos por dia para 18 destinos na Colômbia e 17 para fora do país, com frota de 36 aviões.

O site Aviação Brasil foi o primeiro órgão de imprensa do Brasil a divulgar a notícia.

FONTE: Reuters Investor – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS