EADS Astrium firma parceria com a Boeing

160

Representantes da EADS Astrium e da Boeing assinaram um acordo que prevê a cooperação das duas empresas no campo de navegação por satélite. Em uma primeira fase, ambas irão desenvolver um modelo computadorizado capaz de simular o comportamento de satélites de navegação – tanto dos que integram a rede norte-americana Global Positioning System (GPS) quanto dos que serão futuramente empregados pelo sistema europeu Galileo. Isso permitirá o cálculo de previsões precisas sobre como eventuais mudanças no sistema (trazidas pelo lançamento de um novo satélite, por exemplo) poderão afetar os usuários.
“Queremos agora cooperar em nível industrial, a fim de explorar os grandes benefícios que irão surgir para os usuários em todo o mundo com a interação de diferentes sistemas de navegação por satélites”, afirmou o diretor de Observação da Terra, Navegação e Ciência da EADS Astrium, Evert Dudok.
Esta parceria entre a EADS Astrium e a Boeing possibilita a ampliação da interação futura entre os sistemas GPS e Galileo. Em nível político, os Estados Unidos e a União Européia assinaram um acordo de cooperação em junho deste ano que dispõe, entre outros assuntos, sobre a utilização de freqüências de rádio – preparando o caminho para o uso conjunto dos satélites GPS e Galileo.
A EADS Astrium é um dos mais importantes parceiros industriais atuando no desenvolvimento do sistema Galileo, e é maior acionista da Galileo Industries – para a qual, como subcontratada, irá construir os 30 satélites da rede de satélites, além de implementar partes da infra-estrutura em terra. A empresa integra a EADS Espaço, divisão do grupo EADS que compreende também as atividades das controladas EADS Space Transportation (veículos lançadores e infraestrutura orbital) e EADS Space Services (desenvolvimento de serviços relacionados a satélites). Em 2003, a divisão registrou receitas de 2,4 bilhões de euros.
A EADS é líder global nos mercados aeroespacial e de defesa. O grupo, que registrou receitas de 31,1 bilhões de euros em 2003, ocupa posições de liderança nos mercados mundiais de aviação comercial (Airbus), aviação militar (CASA – Construcciones Aeronauticas S.A.), helicópteros (Eurocopter), espaço (Ariane, Astrium), e sistemas de defesa (MBDA). A empresa detém um amplo e diversificado escopo de produtos e desenvolve permanentemente parcerias locais, através de sua rede de 35 escritórios internacionais, três deles localizados na América Latina (São Paulo, Santiago e Cidade do México).

FONTE: Aviação Brasil / EADS – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade