EMBRAER exibe jato Embraer 170 pela primeira vez na Ásia

140

A Embraer iniciou na terça-feira (24) a sua mais significativa participação no airshow Asian Aerospace, o evento bianual que este ano se realiza no Changi Exhibition Center de Cingapura, entre 24 e 29 de fevereiro.

No airshow deste ano, a Embraer mostrará todos os seus produtos dos segmentos Comercial, Corporativo e de Defesa, com foco especial na promoção do jato EMBRAER 170, a ser exibido pela primeira vez na Ásia. A companhia planejou um programa intensivo que incluirá vôos durante o evento e terá uma missão com jornalistas a bordo do EMBRAER 170 para apresentá-lo à comunidade de aviação asiática.

O airshow de Cingapura também marcará o início oficial da turnê de demonstração do EMBRAER 170, que passará por 26 cidades e mostrará o produto a 41 empresas aéreas da região da Ásia-Pacífico. A turnê incluirá 12 países.

A apresentação do EMBRAER 170 na Ásia ocorre num momento especial. Na semana passada, a aeronave recebeu o certificado final de tipo do Centro Técnico Aeroespacial (CTA) do Brasil e da Federal Aviation Administration (FAA) dos Estados Unidos. O avião também obteve uma carta de recomendação da entidade européia Joint Aviation Authorities (JAA), abrindo o caminho para a recém-criada European Aviation Safety Agency (EASA) expedir o seu próprio certificado de tipo para a aeronave. Além disto, a família EMBRAER 170/190 celebrou neste mês a apresentação do seu mais novo integrante, o EMBRAER 190.

A companhia acredita haver potencial significativo para os jatos da família EMBRAER 170/190 em toda a região da Ásia-Pacífico. Por exemplo, os mercados de baixa densidade da região têm sido tradicionalmente servidos por aeronaves mais antigas com entre 120 e 150 assentos, o que nem sempre foi econômico. Muitos desses mercados são pouco desenvolvidos e, na maioria dos casos, atendidos por uma freqüência menor que um vôo diário. Esses mercados podem ser mais bem servidos através do uso de aeronaves mais apropriadas para atender a demanda, capazes de oferecer serviços mais freqüentes e estimular a atividade mercadológica.

A capacidade entre 70 e 110 assentos dos jatos da família EMBRAER 170/190 é ideal para explorar essas oportunidades, à medida que países continuam a desregulamentar seus mercados de aviação civil na região da Ásia-Pacífico.

FONTE: Embraer – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS