Embraer anuncia perspectivas de vendas na China

232

O material disponibiliza uma série de análises com base na evolução da indústria de transporte aéreo na China e mostra a visão da Embraer para as tendências de desenvolvimento futuro da aviação regional neste país. De acordo com a expansão do mercado de aviação regional chinês, a Embraer prevê uma demanda total de 875 novas aeronaves regionais para os próximos 20 anos: 120 com capacidade para 30 a 60 assentos, 295 com 61 a 90 lugares e 460 de 91 a 120 assentos.

As perspectivas também indicam que a indústria de transporte aéreo continuará buscando aeronaves com maior eficiência em termos de consumo de combustível e ambientalmente corretas, as quais a Embraer acredita que impulsionarão ainda mais o desenvolvimento da industria de aviação regional na China. O jato EMBRAER 190, por exemplo, tem consumo de combustível 27% menor do que um avião narrowbody com 150 assentos. Para a indústria de transporte aéreo chinesa, se fossem utilizados jatos regionais em todos os vôos com demanda menor que 100 passageiros, a economia anual estimada seria de 180 mil toneladas de combustível, o que representa 565 mil toneladas de CO2 e 2,68 milhões de toneladas de NOx em emissões.

“O anúncio das perspectivas paro o mercado chinês no maior e mais influente evento de aviação do país demonstra como a Embraer considera importante este mercado”, disse Guan Dongyuan, Presidente da Embraer China. “O futuro do mercado de aviação regional chinês gerará grandes oportunidades para as indústrias do setor. A Embraer está totalmente comprometida com este mercado e bem preparada para oferecer produtos e serviços excepcionais.”

O estudo completo mencionado – “Embraer China Market Outlook (2009-2028)” – está disponível no site da Embraer, em inglês e em chinês.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP