Embraer lança novos jatos executivos

155

A Embraer anunciou hoje que está fortalecendo a sua posição no mercado de aviação executiva com novos produtos e serviços. O primeiro passo para expandir seu portfólio de produtos é a complementação da oferta do Legacy com jatos para as categorias Very Light e Light.

Criada recentemente, a categoria Very Light é composta por aeronaves que transportam entre 6 e 8 pessoas ou até 10.000 libras (4.536 kg). O segmento Light, já estabelecido, é composto de jatos que usualmente transportam até 8 ou 9 pessoas.

A Embraer vai oferecer uma completa gama de soluções integradas de serviços para apoiar a expansão do portfólio de produtos. No futuro próximo, a Empresa revelará essas soluções, que abrangerão desde vendas até o suporte integral ao cliente.

“O Legacy abriu caminho para a construção do nome Embraer no mercado de aviação executiva. Esta foi uma experiência enriquecedora da qual lições valiosas foram extraídas. O conhecimento acumulado irá moldar a nossa entrada nos segmentos de jatos Very Light, Entry e Light, mantendo a Embraer na vanguarda do desenvolvimento de novos produtos e da inovação”, disse Maurício Botelho, Diretor-Presidente da Embraer.

A inserção da Embraer nas categorias Very Light e Light foi aprovada pelo Conselho de Administração da Empresa em abril. O investimento nos novos jatos totalizará US$ 235 milhões. Este programa será suportado por parceiros, instituições financeiras e pela própria geração de caixa da Embraer. Baseada em análises minuciosas de mercado, a Embraer estimou demanda por aproximadamente 3.000 jatos Very Light, Entry e Light na próxima década. Esta estimativa não inclui o mercado de táxi aéreo.

“A Embraer se compromete a fazer investimentos de longo prazo neste negócio para assim oferecer produtos revolucionários e soluções completamente integradas a uma sofisticada clientela. Nosso objetivo é construir uma pujante unidade de negócio para a aviação executiva, bem como a infra-estrutura global para sustentá-la”, disse Luís Carlos Affonso, Vice-Presidente – Mercado de Aviação Executiva da Embraer.

Os jatos Very Light e Light serão os melhores da sua classe. Conforto superior, desempenho excepcional e baixo custo de operação constituem requisitos imprescindíveis no projeto desses jatos.

Eles serão projetados para alta utilização e alta disponibilidade. A funcionalidade da cabine de comando e as qualidades de vôo das duas novas aeronaves permitirão a operação por apenas um piloto, e uma fácil transição para pilotos menos experientes.

O jato Very Light da Embraer transportará até oito pessoas e será equipado com o motor PW617F da Pratt & Whitney Canada, que tem 1.615 libras de empuxo. Com quatro pessoas a bordo e velocidade máxima de Mach 0,7, o alcance do jato Very Light é de 1.160 milhas náuticas (com reservas NBAA IFR e alternativa de 100 milhas náuticas). O avião é projetado para decolar em distâncias curtas e é capaz de voar a 41.000 pés de altitude.

O jato Very Light deverá entrar em serviço em meados de 2008 e terá preço de US$ 2,75 milhões, nas condições econômicas de 2005.

O jato Light será equipado com o motor PW535E da Pratt & Whitney Canada, que tem 3.200 libras de empuxo. Confortavelmente acomodando até nove pessoas, o alcance do jato Light será de 1.800 milhas náuticas (reservas NBAA IFR e alternativa de 100 milhas náuticas) com seis pessoas a bordo, e sua velocidade máxima será de Mach 0,78. O avião também é projetado para decolar em distâncias curtas e é capaz de voar a 45.000 pés de altitude.

O jato Light deverá entrar em serviço em meados de 2009 e terá preço de US$ 6,65 milhões, nas condições econômicas de 2005.

FONTE: Aviação Brasil / Embraer – Assessoria de Imprensa – São José dos Campos/SP