Embraer prossegue com plano de expansão de centros de serviços para jatos executivos

222

A Embraer deu início na data de hoje à construção do seu segundo centro de serviços para jatos executivos nos Estados Unidos, no Aeroporto Internacional de Bradley, em Windsor Locks, Estado de Connecticut, apenas três semanas após o início das obras no Aeroporto de Williams Gateway, em Mesa, Estado do Arizona. As novas instalações, que estão programadas para conclusão em meados de 2008, serão dedicadas ao atendimento full-service dos jatos executivos Phenom 100, Phenom 300 e Legacy 600 da Embraer.

“A cerimônia de hoje marca mais um capítulo no compromisso da Embraer em oferecer serviços de primeira classe e suporte de produto à nossa crescente base de clientes,” diz Frederico Fleury Curado, Presidente e CEO da Embraer. “E não vamos parar por aqui. Em breve começaremos a erguer um terceiro centro de serviços próprio, construído especificamente para esse fim em Ft. Lauderdale, na Flórida.”

“Com este segundo centro de serviço próprio, dos três previstos para os Estados Unidos, nosso objetivo é desenvolver uma infra-estrutura altamente competitiva na região Nordeste daquele país, que atenda às expectativas do mercado de jatos executivos”, disse Edson Carlos Mallaco, Vice-Presidente de Serviços Aeronáuticos da Embraer. “Com isso, a Embraer confirma seu compromisso de longo prazo para satisfazer seus clientes oferecendo suporte e serviços convenientes e eficientes.”

Os parceiros da Embraer nesse projeto incluem o Estado de Connecticut, o Aeroporto Internacional de Bradley, e o Departamento de Transporte de Connecticut (CDOT).

“A decisão da Embraer de investir no Estado de Connecticut e expandir sua atividades no Aeroporto Internacional de Bradley é uma grande notícia para a economia do nosso Estado”, disse a governadora M. Jodi Rell. “O aeroporto de Bradley vem continuamente crescendo e melhorando sua infraestrutura de serviços em solo e para viajantes a negócios ou lazer. Todos os elementos necessários para potencializar o desenvolvimento econômico do aeroporto, um dos ativos de transporte mais importantes do Estado de Connecticut, estão sendo implementados.”

“Damos boas-vindas à Embraer que se junta à crescente família de parceiros empresariais do Aeroporto de Bradley, e nos comprometemos a abrir todas as portas possíveis para que a companhia possa se desenvolver aqui”, disse o Diretor de Transporte do Estado de Connecticut, Ralph J. Carpenter. “Visualizamos uma parceria que nos beneficiará mutuamente e que consolidará a reputação do aeroporto de Bradley como um dos melhores e mais interessantes aeroportos no Nordeste dos EUA, para o desenvolvimento de novos negócios.”

As instalações da Embraer terão 4.181 metros quadrados (45 mil pés quadrados) e incluirão um hangar, oficinas e escritórios. O investimento total estimado é de US$ 10 milhões. O compromisso da Embraer com a comunidade é criar cerca de 60 empregos nos próximos cinco anos.

A firma de arquitetura e engenharia Barge Waggoner Sumner and Cannon, Inc., de Nashville, Estado do Tennessee, nos Estados Unidos, está projetando as novas instalações, localizadas em um terreno de cinco acres (20.234 metros quadrados), com opção para mais cinco acres. O estabelecimento de uma rede de centros de serviços para jatos executivos nos Estados Unidos, pertencentes e operados pela Embraer, também incluirá instalações num terceiro aeroporto, em Ft. Lauderdale, Estado da Flórida. A cerimônia para lançar a construção será realizada no Aeroporto Internacional Ft. Lauderdale-Hollywood, em agosto. O investimento total nas três instalações será de aproximadamente US$ 40 milhões.

Cada centro terá capacidade para realizar serviços completos para aeronaves, incluindo inspeções de rotina, manutenção programada e não-programada, reparos estruturais nos motores, aviônicos e outros sistemas, assistência 24 horas, equipes de resgate móveis para aeronaves em solo (Aircraft On Ground – AOG) e inventário de peças de consumo ou reparáveis.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade