Embraer se junta à comunidade aeronàutica em ação para o meio ambiente

131

A Embraer, juntamente com outras empresas do setor aeronáutico, assinou a declaração sobre mudanças climáticas durante a 3ª Conferência de Aviação e Meio Ambiente (Aviation & Environment Summit- www.enviro.aero), que está sendo realizada em Genebra, na Suíça.

Frederico Fleury Curado, Diretor-Presidente da Embraer, ressaltou a necessidade de uma visão e abordagem comuns, enfatizando o comprometimento da Empresa com as questões ambientais. “A presença da Embraer neste significativo evento é muito importante para nós, pois possibilita combinar nossas iniciativas ambientais com as de outras empresas do setor.”

A declaração define o conceito para o crescimento da indústria da aviação sem o aumento das emissões de carbono correspondentes, focando em uma abordagem sobre mudanças climáticas com quatro diretrizes: investimento em novas tecnologias, aumento da eficiência operacional, melhorias de infra-estrutura aeroportuária e do tráfego aéreo e medidas econômicas adequadas.

A Embraer tem consciência das suas responsabilidades ambientais e está comprometida com a redução de emissões por meio da economia de combustível, do desenho aerodinâmico, do uso de novos materiais e outras melhorias tecnológicas aplicadas aos produtos. O recente anúncio de uma melhoria de 3% no consumo de combustível dos jatos EMBRAER 190 e EMBRAER 195, os maiores fabricados pela Companhia, contribui significativamente para a redução de emissões de dióxido de carbono (CO2).

A Empresa utiliza tecnologias de última geração que resultam em estruturas leves e com consumo de combustível eficiente. Estudos recentes também indicam o desenvolvimento de combustíveis alternativos, desde os biocombustíveis até a utilização bem-sucedida de combustíveis mais “limpos” em novas aeronaves. A Embraer também está introduzindo materiais avançados, aplicações de compósitos e sistemas elétricos, tecnologias inovadoras de junção de seções, ferramentas de análise e projeto de Mecânica dos Fluidos Computacional (Computational Fluid Dynamics – CFD) de última geração, otimização multidisciplinar de projetos (Multidisciplinar Design Optimization -_MDO) e sistemas aviônicos e de controle de vôo melhorados.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade