Embraer vende dez E-Jets para a Virgin Nigeria

127

A Embraer assinou contrato com a companhia aérea Virgin Nigeria para a venda de oito jatos EMBRAER 170 e dois EMBRAER 190, todos na versão de alcance estendido AR (Advanced Range).

O acordo inclui opções para outros seis EMBRAER 190 e direitos de compra para oito EMBRAER 190 ou EMBRAER 195. O valor do pedido firme, referido a preços de lista, é de US$ 301 milhões, nas condições econômicas de janeiro de 2007, podendo atingir US$ 800 milhões, se todas as seis opções para EMBRAER 190 e direitos de compra para EMBRAER 195 forem confirmados.

“A escolha dos EMBRAER 170 e EMBRAER 190 pela Virgin Nigeria é um avanço estratégico no promissor mercado da África subsaariana”, disse Mauro Kern, Vice- Presidente Executivo da Embraer para o Mercado da Aviação Comercial. “Estamos extremamente satisfeitos com a decisão da Virgin Nigeria de selecionar os aviões da Embraer e temos certeza que nossos E-Jets fornecerão à companhia as ferramentas certas para o sucesso. Nossas aeronaves ajudarão a Virgin Nigeria a melhorar os serviços oferecidos com uma combinação singular de capacidade adequada, desempenho excepcional, conforto superior e baixos custos de operação.”

A primeira entrega para a Virgin Nigeria está programada para setembro de 2008 e a empresa pretende utilizar o EMBRAER 170 na sua crescente malha doméstica, adequando a oferta de assentos à demanda em algumas rotas atualmente operadas por antigos jatos narrowbody e substituindo aeronaves turboélices em rotas petrolíferas estratégicas como Lagos-Port Harcourt, devido ao ótimo desempenho em pista. O EMBRAER 190 será utilizado nos mercados regional e internacional. Com a capacidade de alcance estendido, certificação de tipo comum e a comunalidade de peças e treinamento, ambos levarão maior flexibilidade à toda malha aérea.

“Estes novos E-Jets da Embraer aumentarão muito a nossa capacidade de servir o mercado empresarial, oferecendo aos passageiros um padrão superior de qualidade e adequando oferta de assentos e freqüências à demanda de toda a malha aérea”, afirmou Conrad Clifford, CEO da Virgin Nigeria. “Acreditamos que os E-Jets da Embraer serão uma vantagem sobre os concorrentes, oferecendo uma família de aeronaves com muita versatilidade.”

Os E-Jets da Virgin Nigeria serão configurados com duas classes de serviço. A primeira classe será toda equipada com tomadas de energia para equipamentos eletrônicos, possuindo sete assentos com 51 centímetros (20 polegadas) de largura cada no EMBRAER 170 e 12 assentos no EMBRAER 190. A classe econômica do EMBRAER 170 acomodará confortavelmente 60 passageiros em assentos Elite com 46 centímetros (18,3 polegadas) de largura cada e a do EMBRAER 190 terá 84 assentos. Um sistema de entretenimento no estado da arte (In-Flight Entertainment – IFE) fornecido pela Thales, com programações de áudio e vídeo sob demanda, estará disponível em todos os assentos.

A Virgin Nigeria é uma companhia aérea privada nigeriana com 51% das ações pertencentes a investidores institucionais da Nigéria e 49% de participação da Virgin Atlantic. A empresa foi criada em setembro de 2004, quando o Governo da Nigéria anunciou a escolha da Virgin Atlantic Airways como investidor estratégico e parceiro técnico neste ambicioso projeto.

A partir da sua base de operações no Aeroporto Internacional Murtala Mohammed, em Lagos, a Virgin Nigeria tem desenvolvido uma rede de rotas doméstica, regional e internacional. A companhia aérea opera atualmente na Nigéria, regiões central e oeste da África e Europa, mantendo acordos com empresas aéreas líderes de mercado. A missão da Virgin Nigeria é servir aos mercados nigeriano e do oeste africano com o compromisso e a visão de fornecer desempenho, serviços e crescimento sustentável. Mais informações sobre a companhia estão disponíveis no site www.VirginNigeria.com.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade