Embraer vende jatos para a Oman Air e Air Astana

249

A Air Astana, do Cazaquistão, operará dois jatos Embraer 190 a partir da cidade de Almaty, no Cazaquistão, por meio de um acordo com a empresa de leasing Jetscape, Inc., sediada em Fort Lauderdale, Estado da Florida, EUA. Este negócio já está incluído na carteira de pedidos firmes a entregar da Embraer do terceiro trimestre de 2009.

“Estamos muito satisfeitos em receber a Oman Air como o mais novo cliente da nossa família de E-Jets e o primeiro na região do Golfo Pérsico”, disse Frederico Fleury Curado,
Diretor-Presidente da Embraer. “É um privilégio ter nossas aeronaves escolhidas para exercer um importante papel na estratégia da companhia aérea de desenvolver serviços
aéreos domésticos no Sultanato de Omã, bem como para outros países.”

Os Embraer 175 da Oman Air serão configurados com 72 assentos dispostos em duas classes de serviço: 12 na executiva e 60 na econômica. “Os E-Jets são produtos comprovados no Oriente Médio e a sólida experiência que a Embraer tem na região foi um importante critério em nosso processo de seleção”, disse H.E. Ahmed Macki, Presidente da Oman Air.

“Estamos convencidos que os E-Jets serão a plataforma ideal para aumentar freqüências e desenvolver novas rotas, bem como atender ao nosso mercado doméstico em expansão.”

“Temos orgulho em ter a Air Astana como parte da nossa família de E-Jets composta por 55 clientes em 38 países, tornando-se o primeiro operador de E-Jets na Ásia Central”, disse Mauro Kern, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial.

“A Air Astana é uma empresa aérea em expansão como o Cazaquistão, país que tem uma das economias que cresce mais rapidamente no mundo. É uma satisfação apoiá-los e esperamos ter um longo e intenso relacionamento.”

A entrega dos dois Embraer 190 – configurados em duas classes de serviço, com nove assentos na primeira e 88 na econômica – está programada para o primeiro trimestre de 2011.

“O Embraer 190 é uma aeronave de sucesso comprovado que conquistou a preferência de passageiros em todo o mundo. É a solução ideal para a Air Astana e nos permitirá expandir nossa malha aérea regional”, disse Peter Foster, Presidente da Air Astana.

FONTE: Aviação Brasil – Redação – São Paulo/SP