Família da Airbus é beneficiada por custos mais baixos de manutenção

189

As mudanças foram incorporadas à ‘Revisão 11’ dos Relatórios do Conselho de Análise de Manutenção (MRBRs), recentemente aprovados pela Agência Européia de Segurança da Aviação (EASA), pela Administração Federal da Aviação dos EUA (FAA) e pela Transport Canadá. Além disso, o Documento de Planejamento de Manutenção (MPD) da aeronave A330, revisão 16, e o MPD da aeronave A340, revisão 17, foram atualizados para refletir as mudanças.

Um dos benefícios para as empresas aéreas é o aumento do intervalo para ‘Revisão A’. Isso reduzirá o número de “Revisões A” de sete para cinco por ano, para as típicas 4.400 horas de voo anuais, aumentando, desta maneira a disponibilidade da aeronave. A outra vantagem é o novo intervalo de 12 anos para a “Revisão Total”, que possibilitará às companhias aéreas sincronizarem a Revisão Intermediária, realizada a cada seis anos, com a Revisão Total, realizada a cada doze anos. Isso significa que haverá uma Revisão Total a menos durante a vida útil da aeronave.

“Os novos intervalos significam uma melhoria que resultará em uma potencial economia de custos da ordem de 6% – o equivalente a aproximadamente US$ 1 milhão por aeronave pelo período de 15 anos nos valores atuais,” disse Frank Schreiber, vice-presidente de Programas e Serviços de Manutenção da Airbus.

Charles Champion, vice-presidente de Serviços ao Consumidor, complementou: “Essa última conquista demonstra claramente o compromisso atual da Airbus com a melhoria de seus programas de manutenção, com a redução dos custos diretos de manutenção e com a eficiência ambiental”.

A moderna família de aeronaves da Airbus foi projetada para ser confiável e para permitir uma manutenção eficiente e de menor custo, que inclui características como fácil acesso e resolução abrangente de problemas. O programa de manutenção conta com o suporte das equipes de peças, treinamento e serviços de campo no mundo inteiro.

Atualmente, mais de 950 aeronaves da família A330/A340 são operadas no mundo todo por 128 clientes e companhias aéreas.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade