Família de jatos ERJ 145 da Embraer ultrapassa 15 milhões de horas de vôo

265

Quando a família ERJ 145 entrou em operação em dezembro de 1996, constituía uma proposta completamente nova no mercado, com jatos feitos sob medida para atender às necessidades específicas das companhias aéreas regionais. As aeronaves são adequadas para alta freqüência de uso e operam até 3.000 horas por ano. O design único oferece aos clientes a flexibilidade de diferentes capacidades de assentos, menores custos de manutenção devido ao alto nível de semelhança de peças e sistemas e a mesma qualificação de tripulação (type rating). A família de jatos regionais ERJ 145 é composta pelo ERJ 135 (37 assentos), ERJ 140 (44 assentos), ERJ 145 (50 assentos) e ERJ 145 XR, uma versão do ERJ 145 original com alcance estendido.

“Estamos muito felizes em apresentar esses notáveis marcos”, disse Mauro Kern, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial. “Com a família ERJ 145, a Embraer está escrevendo uma importante página na história da aviação comercial e tornando o transporte aéreo para as comunidades menores mais seguro, confiável e acessível.”

A família ERJ 145 é reconhecida e valorizada pela grande flexibilidade e lucratividade, bem como pela eficiência que oferece às operações de alimentação dos grandes centros (hub feeding) ou ponto-a-ponto. A experiência dos últimos anos mostrou que quando a demanda é alta, os ERJ da Embraer ajudaram as companhias aéreas a expandir operações para novos mercados e aumentar as freqüências dos serviços existentes, ao passo que em um ambiente de demanda fraca essas aeronaves ajudaram as operadoras principais a ter o modelo do tamanho adequado para a demanda do mercado, preservando sua posição competitiva, integridade da rede e presença geral de mercado.

Com base na bem-sucedida plataforma do jato regional ERJ 145, a Embraer desenvolveu o jato executivo Legacy 600, que se tornou cada vez mais popular entre proprietários particulares, operadoras de vôos fretados, empresas e governos. O jato entrou em serviço em 2002 e compartilha importantes qualidades com a plataforma do jato regional, tais como baixo consumo de combustível, custos operacionais reduzidos, fácil manutenção e confiabilidade impressionante. Com mais de 160 unidades voando em 25 países no mundo todo, o Legacy 600 é customizado para atender às necessidades do mercado de aviação executiva, oferecendo autonomia de até 3.400 milhas náuticas, ou 6.297 km, acabamento interno de alta qualidade, três zonas de cabine distintas, excelente conforto e assistência global em centros de serviços dedicados para jatos executivos.

A família de aeronaves de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (Intelligence, Surveillance and Reconnaissance – ISR) da Embraer, em operação nas Forças Aéreas Brasileira, Mexicana e Grega, também é baseada na plataforma do ERJ 145. A família ISR, que pode ser customizada para atender as mais especificas demandas dos clientes, inclui o EMB 145 AEW&C para missões de alerta aéreo antecipado e controle, o EMB 145 MP para patrulha marítima e as plataformas EMB 145 multi-inteligência.

Os ERJ continuarão a apoiar as companhias aéreas européias e norte-americanas e contribuir para o desenvolvimento da aviação regional na América do Sul, México, Rússia e Comunidade
dos Estados Independentes (CEI), África, China e Ásia. Em uma recente cerimônia realizada na sede da Empresa, no Brasil, a 1.100ª aeronave da família ERJ 145 – um Legacy 600 – foi entregue, marcando a longevidade e flexibilidade da família.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP