GOL Mantém Liderança nas Vendas pela Internet em 2005

155

A GOL Linhas Aéreas terminou 2005 como uma das maiores empresas de e-commerce no Brasil, pelo segundo ano consecutivo. A Companhia comercializou, aproximadamente, R$ 2,6 bilhões em passagens ao longo do ano por meio de seu website (www.voegol.com.br). Esse montante corresponde a 81% de suas vendas brutas (passagens vendidas) no ano passado – totalizadas em R$ 3,2 bilhões. A receita operacional bruta (passageiros voados) em 2005 foi de, aproximadamente, R$ 2,8 bilhões, o que representou uma receita operacional líquida em torno de R$ 2,7 bilhões.

A GOL revolucionou o mercado brasileiro de vendas de passagens aéreas ao eliminar a emissão do tradicional bilhete. Isso reduziu os custos da Companhia e simplificou o acesso dos passageiros aos serviços ofertados. Além da compra, o check-in e a alteração de vôos também podem ser feitos on-line. “A utilização da plataforma de e-commerce é essencial para que a GOL continue a operar no conceito de baixo custo, baixas tarifa. Por isso, vamos continuar a estimular o uso da Internet como uma ferramenta vantajosa de compra de passagens aéreas”, afirma Tarcísio Gargioni, vice-presidente de Marketing e Serviços da GOL Linhas Aéreas.

Parte do sucesso das vendas on-line se deve às facilidades oferecidas por esse canal de vendas. A Internet é o meio mais econômico, prático e rápido de comprar passagens aéreas para qualquer destino no Brasil e na América do Sul operado pela GOL. As agências de viagens também foram envolvidas nesse processo e obtiveram ganhos de produtividade e de novos mercados. Ao longo do último trimestre de 2005, o site da GOL recebeu cerca de 1,5 milhão visitantes únicos, o que representou um incremento de quase 50% ante o resultado de 2004.

Além da rede mundial de computadores, os clientes da GOL podem comprar passagens e realizar o check-in também pelo celular, desde que tenham aparelhos habilitados a Internet ou sistema WAP. Atualmente, o serviço é disponibilizado em parceria com as operadoras Vivo, Amazônia Celular e Telemig Celular.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP