Governo intervém na Varig até sexta-feira

131

O governo federal vai intervir na Varig até sexta-feira e afastar a Fundação Rubem Berta do comando da companhia aérea, afirmou o presidente da Infraero, Carlos Wilson, em nota oficial à imprensa divulgada ontem.

De acordo com a Infraero, Wilson afirmou: “Não dá para esperar mais. Na prática será uma intervenção, embora o nome técnico não seja esse”.

Segundo o executivo, a “decisão política” de intervir já foi tomada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “A Fundação Rubem Berta deverá ser afastada da gestão da empresa”, disse Wilson na nota. A Fundação Rubem Berta é o órgão que dirige a empresa, que já foi estatal.

De acordo com a nota da Infraero, “os empregos e as planilhas de vôos” serão mantidos.

A intervenção será decretada por meio do ministro da Defesa, José Alencar. O que a Infraero chama de “regime de administração especial” teria a função de assegurar a operação da Varig.

A empresa atua em 29 aeroportos internacionais e tem, segundo a Infraero, um patrimônio negativo (ou seja, dívidas) superior a US$ 7 bilhões. A estatal que administra os aeroportos brasileiros afirma que a Varig deve a ela, só em relação a taxas de 2004, mais de R$ 140 milhões.

A decisão do governo foi anunciada no mesmo dia (terça-feira) em que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu ganho de causa à Varig numa ação de R$ 2,5 bilhões contra a União, referente a divergências em valores de tarifas.

FONTE: Invertia – Invertia – São Paulo/SP