Hawker se despede do Grupo de Transporte Especial

237

Depois de 38 anos de operação e 150 mil horas voadas, o veterano HS-125 (Hawker-Siddley) deixou de voar no Grupo de Transporte Especial (GTE), sediado em Brasília-DF. A cerimônia de despedida aconteceu, no dia 18 de janeiro, na Base Aérea de Brasília (BABR), e reuniu o Comandante-Geral de Operações Aéreas, Tenente-Brigadeiro-do-Ar William de Oliveira Barros, Oficiais-Generais, pilotos e mecânicos de várias gerações da Aeronáutica. O Coronel Aviador R1 José Garotti Filho também esteve presente no evento. Foi ele que trouxe o primeiro jato HS, em 1969, da Inglaterra para Brasília.

A aeronave vai ser utilizada agora pelo Comando-Geral de Tecnologia Aerospacial (CTA), em São José dos Campos – SP.

O HS foi substituído por aviões da Embraer EMB-145, com o designativo de C-99. As novas aeronaves serão operadas pelo Grupo de Transporte Especial (GTE), em Brasília, para o transporte de autoridades brasileiras e estrangeiras, quando em visita oficial ao Brasil, com a possibilidade de emprego em outras missões, como o transporte de tropa e de pacientes (UTI móvel).

Em relação aos antigos HS, o C-99 possui maior autonomia, velocidade superior e seu custo operacional é significativamente menor. Além disso, a ampliação da frota de C-99 representará menores custos de manutenção.

FONTE: GTE – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade