Infraero rejeita proposta da Vasp para pagamento de dívida

208

A Infraero rejeitou a proposta feita nesta quarta-feira pela Vasp para renegociar uma dívida de R$ 11 milhões, referente a taxas aeroportuárias não pagas nos últimos três meses. O plano apresentado nesta quarta-feira pela companhia aérea é o mesmo da semana passada, que já havia sido recusado.

De acordo com a assessoria de imprensa da Infraero, a proposta feita pela Vasp era a de parcelar em seis vezes o pagamento do débito, com a primeira parcela em dezembro. Mas como não existe novidade, ainda segundo a assessoria, a diretoria executiva e o conselho de administração da Infraero sequer a analisarão novamente.

O vice-presidente do Conselho de Administração da Vasp, Haroldo de Castro de Oliveira, esteve nesta quarta-feira no Ministério da Defesa, em Brasília, para entregar o plano. Por conta dessas dívidas, a Vasp corre risco de parar de voar.

Desde esta quarta-feira, a empresa tem de pagar à vista e diariamente as taxas aeroportuárias à Infraero. A primeira parcela foi de R$ 63 mil. Ao todo, a dívida da Vasp com a Infraero soma R$ 760 milhões.

Na semana passada, o presidente da Vasp, Wagner Canhedo, esteve com o ministro da Defesa, José Viegas, para entregar o plano de reestruturação da empresa, cujas dívidas totais beiram os R$ 3 bilhões. A companhia aérea teve prorrogada por seis meses sua concessão para voar.

Neste período, a Vasp terá de equalizar suas dívidas e, sobretudo, garantir as normas de segurança de vôos e “adequada prestação de serviços”, como cumprimento de horários.

FONTE: Reuters Investor via Invertia – Invertia – São Paulo/SP