Instalado no Tancredo Neves o projeto piloto do Aeroporto Industrial

225

O Aeroporto Internacional Tancredo Neves começou a operar a fase piloto do projeto Aeroporto Industrial. Criado em 2002, em trabalho conjunto entre a Infraero, a Camex e a Receita Federal, o Aeroporto Industrial é o Regime Especial de Entreposto Aduaneiro que tem como objetivo estimular as exportações por meio de incentivos e facilidades logísticas às indústrias, tornando-as mais competitivas no mercado internacional.

Instalado em uma área de 15 milhões de metros quadrados, o Aeroporto Industrial de Minas Gerais possui espaço e infra-estrutura suficientes para implantação de grandes empreendimentos industriais. As indústrias ali instaladas poderão realizar, entre outros serviços, montagens, fabricação, revisão, recondicionamento, reparo e embalagens de produtos voltados para o mercado externo.

O processo de produção de produtos industrializados no aeroporto deu início na segunda, 18/09, com a fabricação das primeiras 500 peças do VCR Slim, da Clamper, fabricante de dispositivos de proteção contra oscilação de corrente elétrica, utilizados em quadro elétrico de empresas e residências.

Com esse projeto piloto, que tem duração de um ano, prorrogável por mais outro, a Infraero já arrecadou 13,8 mil reais com a concessão de áreas e a entrepostagem dos insumos e produtos destinados à exportação.

Na avaliação de Ednaldo Santos, gerente de Gestão e Relações com o Mercado, a implantação do Aeroporto Industrial irá mudar o perfil do Tancredo Neves e dos aeroportos brasileiros.

“O projeto contribuirá com o aumento da oferta de vôos para cargas e a redução de custos de produção com a industrialização de bens em zona primária. Além disso, será uma oportunidade para aumentar a oferta de empregos mais especializados na região dos aeroportos, pois as empresas instaladas trabalharão com produtos de alto valor agregado, que contribuirão para a geração de renda, emprego e o desenvolvimento tecnológico dos aeroportos brasileiros”, disse ele.

O Aeroporto Tancredo Neves fechou o mês de agosto com sua maior arrecadação, registrando uma receita de 1,7 milhões no mês. É um sinal positivo de que com este importante e inédito projeto, a Infraero, o Governo de Minas Gerais e a Clamper iniciam uma nova modalidade para o desenvolvimento industrial brasileiro.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade