KLM incrementa serviços para a China e o Caribe

248

A KLM acaba de anunciar ajustes em algumas de suas rotas para a China e para o Caribe, visando cada vez mais oferecer os melhores serviços e produtos aos seus clientes.

A KLM vai aumentar a freqüência de vôos entre Amsterdã e Chengdu (principal metrópole da China Central), de dois para três vôos diretos por semana. Em todos eles, serão utilizadas aeronaves Boeing 777-200ER. Chengdu passou a ser servida pela KLM em maio desse ano e a alta demanda gerou a criação do vôo adicional, que passa a ser operado em dezembro. Ele sairá às sextas do Aeroporto de Amsterdã-Schiphol (vôo KL 891) e aos sábados do Aeroporto de Chengdu (vôo KL 892). Os outros dois vôos, já existentes, saem de Amsterdã às terças e domingos, e de Chengdu às quartas e segundas. Graças à parceria com a companhia aérea chinesa China Southern (a próxima a entrar na aliança SkyTeam), a KLM pode rapidamente aumentar sua presença no crescente mercado chinês.

A partir do próximo verão de 2007 no Hemisfério Norte, os vôos da KLM para as Antilhas Holandesas e para Aruba vão ser operados com aeronaves MD-11 modernizadas de acordo com o padrão da World Business Class (classe executiva) e da classe econômica da KLM já presentes nas aeronaves Boeing 777 e Airbus 330. Essa medida pretende aumentar a satisfação do passageiro e melhorar a eficiência e a flexibilidade da operação. Este ano, durante o inverno europeu, serão utilizados os MD-11 e os Boeing 747-400, com cinco vôos por semana para Aruba, 12 vôos por semana para Bonaire, um vôo diário para Curaçao e três vôos por semana para Saint Maarten. A partir do verão europeu 2007, os novos MD-11 voarão quatro vezes por semana para Aruba, sendo dois em combinação com Bonaire e dois em combinação com Saint Maarten.

Já Bonaire será servida com um vôo diário, sendo cinco vezes por semana como escala para o Equador e duas vezes por semana em combinação com Aruba. Os vôos diários e diretos para Curaçao continuam a ser operados, enquanto Saint Maarten será servida duas vezes por semana, via Aruba.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade