LAN Airlines retira último Boeing 737-200 da frota

186

Ao retirar de suas operações o último Boeing 737-200, a LAN conclui o processo de renovação de sua frota para vôos de curta distância, iniciado em 2000. Com uma das frotas mais modernas do mundo – tanto para passageiros como carga, da América Latina – a LAN agora opera todos os seus vôos de curta distância com os novos Airbus da família A320. Nestes oito anos, com investimento de US$ 2,4bilhões, a LAN recebeu 40 aeronaves modelos A320, A319 e A318.

Estas aeronaves incorporam a mais avançada tecnologia da indústria e oferecem a cabine de passageiros mais ampla e cômoda que existe em sua categoria. São aviões mais silenciosos, que apresentam uma notável diminuição de ruídos e vibrações em seu interior. Também estão equipados com assentos de couro e sistemas de entretenimento a bordo digital de última geração, com 12 monitores que transmitem programação especialmente desenhada para cada vôo, com os mais elevados níveis de comodidade, serviço e segurança.

Um fator muito importante e que preocupa a LAN é o cuidado com o meio ambiente e os Airbus foram desenhados com um novo sistema de gestão baseado na norma ISO 14001, que assegura o cumprimento das medidas durante toda sua vida útil. Também são muito eficientes no consumo de combustível, o que permite reduzir a emissão de CO2 em cerca de 10%. As novas aeronaves também reduzem de maneira significativa os níveis de ruído.

Durante a cerimônia realizada na base de manutenção da companhia, em Santiago, Jorge Awad, Presidente da LAN afirmou: “A conclusão do processo iniciado há oito anos nos permite hoje oferecer o melhor produto aos nossos passageiros que viajam pela região. Estamos cumprindo nosso compromisso de operar uma das frotas mais modernas do mundo e continuaremos incorporando aviões de última geração para oferecer um serviço de excelência com padrões internacionais de segurança”.

Atualmente a frota da companhia é formada por 68 aviões de passageiros, dos quais 40 A320 para as rotas de curto alcance, e 9 aeronaves de carga.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP