Líder recebe Sikorsky S-92

213

Além disso, surpreende por sua capacidade: atende a 21 passageiros, incluindo dois pilotos e um comissário de bordo. Possui autonomia de voo de cinco horas, a melhor dentre os helicópteros da categoria.

O S-92 inova também em sua tecnologia. Além de um design atual do display usado na cabine dos pilotos, a aeronave conta com instrumentos de voo modernos, como um dispositivo chamado FMS (Flight Management System). Usado normalmente em aviões, o FMS é um computador de gerenciamento de voo e fornece informações em tempo real sobre a navegação e rota programada pelos pilotos, que conseguem também monitorar indicadores do voo, como motor, óleo, velocidade.

Outra novidade no S-92 é o APU (Auxiliary Power Unit), também comum em aviões, uma unidade de geração de energia auxiliar para a aeronave. O aparelho é usado tanto em casos de emergência – pois gera energia suficiente para o helicóptero dar partida em casos de ausência de força – como também para utilizar alguns aparelhos adicionais, como o ar-condicionado, sem prejuízo de potência para a aeronave.

Toda a estrutura do S-92 é ideal para o objetivo que foi destinado: a operação off-shore, realizada até as plataformas de petróleo em alto mar. O novo helicóptero atende perfeitamente aos serviços de extração de petróleo em áreas distantes da costa brasileira, como é o caso das camadas pré-sal, cujas plataformas ficam situadas em lugares de difícil acesso. O S-92 pode levar mais pessoas para as plataformas e ainda tem maior autonomia de voo para chegar ao local de destino.

Customizada nos Estados Unidos, na sede da Bristow, a aeronave chega à Líder preparada para voar.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP