Lufthansa Cityline reeceebe Embraer 195

102

“É uma grande honra ver nossos E-Jets voando nas cores de uma companhia aérea tão renomada como a Lufthansa”, disse Mauro Kern, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial. “Estamos orgulhosos pela seleção dos nossos aviões para serem a base da renovação da frota regional da Lufthansa. Nossa satisfação é ainda maior, pois atingimos recentemente a excepcional marca de 600 E-Jets operando em 49 companhias aéreas em 34 países.”

O Embraer 195 da Lufthansa CityLine é configurado para 116 passageiros em duas classes de serviço, separadas por um divisor móvel. A nova aeronave fará parte da moderna e eficiente frota regional que a Lufthansa utiliza em suas rotas européias e de alimentação para a sua malha de destinos de longa distância. Tendo como base o centro de operações da empresa em Munique, os E-Jets operarão novas rotas e ampliarão o alcance regional da Lufthansa, oferecendo aos passageiros mais conforto e segurança, sem o indesejável assento do meio.

“Temos a satisfação de receber nosso primeiro E-Jet de última geração”, disse Klaus Froese, Diretor-Geral da Lufthansa CityLine. “Acredito que será a aeronave ideal para renovar nossa antiga frota e criar novas rotas, como parte do atual processo de aprimoramento dos serviços prestados aos nossos valiosos clientes.”

“A Lufthansa tem orgulho de receber o primeiro Embraer 195 para a CityLine”, disse Nico Buchholz, Vice-Presidente Sênior de Frota Corporativa da Lufthansa. “Com um total de 20 E-Jets para a CityLine e outros dez já entregues para a Air Dolomiti e a Augsburg Airways, a Lufthansa continuará seu projeto de melhoria da frota para disponibilizar a seus clientes um produto sem paralelo e de primeira qualidade em sua malha regional, com níveis excepcionais de conforto.”

O Embraer 195 é o maior e mais novo dos quatro integrantes da família Embraer 170/190 de E-Jets e entrou em serviço em setembro de 2006. Em 30 de junho de 2009, a família de E-Jets tinha 882 pedidos firmes e 794 opções, marcas significativas para um programa de aviação comercial em período de tempo tão curto. Com mais de 600 aeronaves entregues, a família de E-Jets completará 3 milhões de horas de vôo, tendo transportado mais de 130 milhões de passageiros.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP