Lufthansa divulga relatoria com ações da companhia na área de sustentabilidade ecológica e econômica

140

“O sucesso econômico é a condição básica para pontuar também em outras disciplinas, como ecologia e assuntos sociais. O relatório “Balance” mostra que não só investimos em tecnologias de última geração como também nas pessoas. Para nós, isto representa mais um passo no sentido de garantir o futuro”, disse Wolfgang Mayrhuber, presidente da Deutsche Lufthansa AG.

A Lufthansa é conhecida em todo o mundo como excelente empregadora e isso tem seus motivos: em 2008, a empresa investiu 194 milhões de euros na formação e graduação profissional de seus funcionários e admitiu, entre outros, 3.715 novos profissionais de serviços. No dia 31.12.2008, o quadro de funcionários do grupo Lufthansa somava ao todo 107.800 funcionárias e funcionários de 125 países, dos quais 35.536 estão lotados na maior base do grupo em Frankfurt s/o Meno, na Alemanha. Só na América Latina, são mais de 300.

Horários de trabalhos flexíveis há muito também fazem parte da filosofia da empresa. As vagas de trabalho com horário parcial no grupo Lufthansa chegam a 26,5%, 42,7% das quais ocupadas por mulheres.

No que se refere à proteção climática e ambiental, mais uma vez a Lufthansa não deixou por menos em 2008. O atual consumo de combustível da frota Lufthansa é de 4,34 litros de querosene por passageiro em 100 km. O avião mais econômico do grupo foi o Airbus A340-300 da SWISS, com consumo médio de apenas 3,24 litros.

Medidas concretas foram colocadas em prática em mais de 120 projetos ambientais, a fim de proteger recursos e reduzir danos ao ambiente. A Lufthansa Flight Training, por exemplo, economiza 80% de energia por meio de simuladores de voo novos, a Lufthansa Cargo certifica seu sistema de gestão ambiental de acordo com a norma ISO 14001 e testa novos contêineres leves. Na LSG Sky Chefs, o consumo de energia é reduzido em 30% por meio da gestão flexível das instalações de refrigeração e o procedimento de limpeza das turbinas de avião recentemente desenvolvido pela Lufthansa Technik chega a reduzir o consumo de querosene da frota Lufthansa em 25.000 toneladas, economizando mais de 78.000 toneladas de CO2.

O renomado índice ambiental Dow Jones Sustainability também mostra que na Lufthansa o desenvolvimento empresarial sustentável é absolutamente concreto. O índice inclui apenas três empresas aéreas em todo o mundo. A Lufthansa foi novamente incluída em setembro de 2008, atingindo seu maior número de pontos até então.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade