Lufthansa oferece um novo serviço de jatos particulares para conexões a partir de Munique

187

A partir de 29 de março, a Lufthansa oferecerá um produto único no mundo: o Lufthansa Private Jet, operado exclusivamente por NetJets. Os passageiros poderão partir em jatos particulares de mais de 1.000 aeroportos europeus para o centro de distribuição Lufthansa em Munique, e seguir na Primeira Classe ou Classe Executiva da Lufthansa para destinos ao redor do mundo. O mesmo se dá com os passageiros que chegam em Munique em vôos Lufthansa, podendo seguir imediatamente e, com todo conforto, para os seus destinos finais. Além disso, o Lufthansa Private Jet também oferece vôos entre aeroportos europeus. O novo serviço de jatos particulares é mais um passo na ampliação do leque de produtos Lufthansa voltado para o segmento de ponta, além de complementar de forma ideal a rede aeroviária mundial, com milhares de possibilidades individuais.

O contrato que serve de base para o novo e exclusivo produto Lufthansa acaba de ser assinado por Wolfgang Mayrhuber, presidente mundial da Deutsche Lufthansa AG, e Richard Santulli, presidente da NetJets Inc. “A soberania do tempo é cada vez mais importante para passageiros executivos. Muitos dos nossos clientes exigem flexibilidade máxima ao planejar suas viagens”, disse Wolfgang Mayrhuber.

De início, o Lufthansa Private Jet será testado no mercado durante meio ano com determinados clientes First e Business Class e todos os membros do HON Circle. Estes passageiros poderão utilizar os serviços Lufthansa Private Jet entre Munique e mais de 1.000 destinos na Comunidade Européia, Noruega e Suíça, assim como serviços ponto-a-ponto entre os citados destinos europeus. A eliminação de diversas baldeações e conexões reduz consideravelmente o tempo de viagem.

Os preços dos vôos Lufthansa Private Jet são definidos por zonas tarifárias e incluem o pacote completo – avião e serviços. Um vôo Lufthansa Private Jet de Munique para Lugano, por exemplo, custa 4.550 euros ou 5.650 euros, dependendo do modelo do avião; o preço de um vôo de Dublin para Billund sai por 9.530 euros. Cada acompanhante adicional tem de pagar uma taxa de no máximo 300 euros. Em cada vôo Lufthansa Private Jet, cada passageiro recebe um crédito de 10.000 milhas. A reserva pode ser feita com antecedência de até 180 dias ou até 24 horas antes do horário de partida planejado.

Os passageiros Lufthansa Private Jet desfrutam de vantagens de alto nível, tanto a bordo como em terra: no centro de distribuição Munique, eles têm atendimento especial e são transportados de um avião para o outro de limusine com motorista. Os procedimentos de imigração e alfândega são rápidos e os tempos de baldeação mínimos. Durante o vôo Lufthansa Private Jet, disponibilizado com total exclusividade, o padrão de qualidade dos serviços, da comissaria e do entretenimento a bordo correspondem ao da primeira classe da Lufthansa. Os aviões modelos Cessna Citation Excel e Bravo têm capacidade de até sete pessoas, a distância entre os assentos é de 105 a 120 centímetros, dependendo do modelo do avião. Todos os aviões dispõem de portas de dados, tomadas, telefones por satélite e Inflight Entertainment (sistema de áudio e CD ou DVD).

Com o Lufthansa Private Jet, a Lufthansa dá continuidade à sua estratégia de diferenciação do portfolio de produtos para o segmento de ponta. A nova classe executiva em vôos de longa distância, o FlyNet – primeiro acesso Internet banda larga a bordo, um terminal próprio e lounges exclusivas para clientes First Class e os membros do HON Circle são outros produtos inovadores lançados no mercado pela Lufthansa nos últimos dois anos.

NetJets, líder mundial da aviação privada, é uma empresa do grupo Berkshire Hathaway. Foi fundada em 1986, nos EUA, e hoje dispõe da maior frota privada do mundo, com mais de 550 aviões. Em 1996, foi fundada a NetJets Europe, a maior operadora de jatos particulares da Europa. Em 2004, NetJets Europe e NetJets USA operaram, juntas, mais de 270.000 vôos individuais para mais de 145 países. Devido ao tamanho e padrão técnico dos seus aviões, frota de 18 meses de idade em média, profissionalismo operacional, qualidade da formação dos pilotos e altos padrões de segurança, a NetJets é a parceira ideal para o Lufthansa Private Jet.

FONTE: Aviação Brasil / Lufthansa – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP