Novas tarifas aéreas preocupam empresas de ônibus

146

As tarifas dos vôos da madrugada são, em muitos casos, mais baratas do que os oferecidos pelas empresas de ônibus. De avião, a viagem de São Paulo a Salvador, por exemplo, custa a partir de R$ 169,00; de ônibus, R$ 174,00. Ir do Rio de Janeiro para Natal de avião pode sair até R$ 40,00 mais barato.

Essa concorrência intersetorial já preocupa algumas empresas de ônibus, que alegam não ter margem para enfrentar uma guerra de preços. “Quando o preço se aproxima um pouquinho do ônibus, nós saímos perdendo”, afirma o diretor da Gontijo, Washington Coura. Para ele se trata de concorrência desleal, na medida em que as empresas de transporte rodoviário pagam Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e as aéreas são isentas.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que regula tarifas e fiscaliza o setor, reconhece que a margem das empresas “não é muito folgada” e que a competição com as aéreas “preocupa”. “A concorrência apavora principalmente quem têm ônibus de boa qualidade”, diz José Antônio Azevedo, superintendente de Serviços de Transporte de Passageiros da ANTT. No entanto, Azevedo acredita que os vôos da madrugada não devem ter vida longa. “Os custos das aéreas são muito maiores e não dá para sustentar esses preços por muito tempo.”

A empresa 1001 é uma que está tranqüila com a concorrência. Na sua avaliação, ao contabilizar o custo da condução até o aeroporto ou a rodoviária, o ônibus sai ganhando. De avião, a viagem Rio-São Paulo custa R$ 156,00; de ônibus, sai por R$ 90,00. Isso sem contar o temor que muitos têm de se dirigir a certos aeroportos, como o Galeão, no Rio, de madrugada, por causa da violência, diz Azevedo, da ANTT.

FONTE: Agência Estado – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS

Publicidade