Número de passageiros de 2003 é menor do que 2002

165

O ano de 2003 foi marcado por mais redução no número de passageiros, conforme indicam os números referente ao tráfego de passageiros. A retração se deveu aos ataques norte-americanos ao Iraque e também a ameaça de terrorismo que as principais companhias europeias e norte-americanas vem sofrendo. Mes tendo um crescimento no final do ano, com a proximidade das férias, o número de passageiros nos vôos domésticos e nos vôos internacionais permaneceu menor do que 2002. No mercado doméstico as empresas tiveram uma melhora no aproveitamento de seus vôos, o que trouxe prejuízos menores, mas mesmo assim as companhias deverão apresentar números no vermelho para este ano.

Nem mesmo a elevação de 4,6% no mercado doméstico em dezembro na comparação com novembro foi suficiente para impedir a queda do mercado brasileiro em 2003. No ano passado, o volume de passageiros transportados caiu 6% em relação a 2002.

O volume de passageiros transportados no mercado doméstico registrou uma trajetória de queda de janeiro a setembro. O auge da crise do setor ocorreu em junho, quando o volume de passageiros chegou a cair 19,1% na comparação com julho.

O mercado voltou a reagir em outubro e desde então o volume de passageiros transportados está positivo na comparação mensal.

Já o mercado de aviação civil internacional fechou 2003 com uma redução de 0,8% no volume de passageiros pagantes transportados na comparação com 2003.

Essa redução é menor que a registrada em 2002 (-3,25) e 2001 (-6%), quando o setor ainda enfrentava os efeitos dos atentados terroristas de 11 de setembro nos Estados Unidos.

FONTE: Aviação Brasil – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS