Parlamentares pedem intervenção na Varig

123

Deputados envolvidos na discussão sobre a crise da Varig pediram, nesta quinta-feira (10), que o Governo faça uma intervenção na companhia aérea. A empresa tem mais de 11 mil funcionários e acumula dívidas que podem ultrapassar os R$ 9 bilhões. Em reunião com o vice-presidente da República e ministro da Defesa, José Alencar, os parlamentares criticaram a falta de transparência da direção da companhia, que tem se recusado a participar de audiências públicas promovidas na Câmara para discutir a questão.
Participaram do encontro, no Palácio do Planalto, integrantes das comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; e de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, além do Grupo Parlamentar Misto em Defesa da Varig, e de representantes de trabalhadores da empresa.
Na próxima terça-feira, os deputados reúnem-se para formalizar o pedido de intervenção, que deverá ser votado pelos integrantes das duas comissões. O vice-presidente José Alencar, por sua vez, afirmou que, assim que receber o pedido formal por parte do Legislativo, irá encaminhá-lo à análise da Advocacia-Geral da União.

Confiança
A coordenadora do Grupo Parlamentar Misto em Defesa da Varig, deputada Yeda Crusius (PSDB-RS), afirmou que a confiança na companhia é fundamental para que ela continue a operar. “Se alguém não quer mostrar o que está fazendo sendo concessionário de serviço público, será que não há algo de errado? Errado já está a Varig não ter crédito no mercado por causa dessa situação, ter de pagar à vista o combustível e deixar de pagar os funcionários, quando na verdade há alternativa”, criticou. “Se houver uma direção que tenha confiança, imediatamente o crédito da Varig volta”.
Segundo o vice-presidente da Associação dos Pilotos da Varig, Márcio Marsillac, os funcionários aceitariam que os créditos trabalhistas a que têm direito fossem convertidos em ações para que a empresa se recupere, desde que a direção seja mudada.
O deputado Henrique Fontana (PT-RS), que também participou da reunião, afirmou que a Consultoria da Câmara vai trabalhar em torno das possíveis soluções jurídicas para a nomeação de um interventor.

CPI
Na parte da manhã, uma audiência pública na Câmara debateu a reestruturação econômica da Varig. No encontro, o deputado Gonzaga Mota (PSDB-CE) anunciou que começou a recolher assinaturas para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigue a situação econômica da Varig.
O presidente da Varig, Luiz Martins, não participou da audiência. Ele recusou o convite e, a pedido da Varig, as empresas que trabalham no plano de reestruturação (Escritório de advocacia Arnold Wold, consultoria Trevisan e Unibanco) também não participaram do debate.

FONTE: Aviação Brasil / Agência Câmara – Mônica Montenegro – Brasília/DF