Ponte Aérea VASP continuará no Santos Dumont

163

A partir de 29 de agosto, por decisão conjunta tomada pelo Departamento de Aviação Civil (DAC), Infraero, Governo do Estado do Rio de Janeiro,
Prefeitura do Rio, Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e empresas aéreas, além de representantes do trade turístico carioca, foi
acertada a transferência de boa parte dos vôos regulares domésticos do Aeroporto Santos Dumont, localizado no Centro do Rio, para o Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador. Portaria do DAC, determina que permanecerão no Santos Dumont somente os vôos da Ponte-Aérea, das regionais operados por aeronaves turbo-hélice, além de vôos das empresas de táxi aéreo e aviação geral. Segundo Wilson Fadul, assessor de imprensa da Infraero no Aeroporto Internacional Tom Jobim, a mudança foi motivada por dois fatos principais: a capacidade instalada do Tom Jobim estava muito ociosa, (o aeroporto estava operando com um movimento bem abaixo do que pode receber) e, por outro lado, o Santos Dumont vinha funcionando com um movimento muito intenso, o que trazia inconvenientes para seus usuários. Wilson ainda informou que, com a transferência, o terminal internacional passará a receber cerca de 2,5
milhões de passageiros a mais por ano. “O Tom Jobim é um dos aeroportos centrais mais bem localizados do mundo, estando cercado por rodovias expressas que fazem uma rápida ligação com o centro da cidade e outros conhecidos pontos importantes do Rio, como a Barra da Tijuca e as praias. Com a mudança, esperamos revitalizar de vez o aeroporto”, assegurou. Para os passageiros da VASP, no entanto, nada mudará. De acordo com Afonso Medeiros, gerente de Planejamento de Linhas da VASP, a malha aeroviária da empresa não será alterada com as mudanças programadas para os aeroportos cariocas a partir de 29 de agosto, visto que, atualmente, os vôos operados pela empresa nos Santos Dumont são exatamente os da Ponte-Aérea. “De fato, nada mudará. Os vôos da Ponte
permanecerão no Santos Dumont, como foi determinado, e nossas freqüências regionais do Tom Jobim continuarão as mesmas”, afirmou
Afonso, que ainda aproveitou a oportunidade para ressaltar que, a partir do Rio de Janeiro, a VASP opera para todas as capitais brasileiras e para a maioria dos demais destinos da companhia no Brasil.

FONTE: Aviação Brasil / VASP – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade