Programa de compensação de carbono da TAP supera expectativas

186

O programa da TAP entrou online em 5 de junho, Dia Mundial do Ambiente, e foi o primeiro lançado a nível mundial com a IATA. No primeiro trimestre (junho –agosto), a adesão dos passageiros da companhia ao novo programa carbon offset foi muito boa, ultrapassando mesmo as expectativas iniciais e atingindo um valor acumulado de 1.146 toneladas de CO2 compensadas.

Este número traduz o sucesso do lançamento e é tanto mais significativo quanto se aproxima do objetivo de compensação das 1.500 toneladas de CO2, estabelecido para 2009, a expectativa da companhia é de alcançar já durante o corrente mês de setembro.

O programa de compensação de CO2, disponível na webpage da TAP, permite aos clientes decidir, no ato da sua reserva online, se querem, voluntariamente, compensar as emissões de carbono resultantes da sua viagem, reduzindo assim a sua pegada de carbono.

Encontra-se também no site toda a informação relativa ao valor de CO2 emitido por passageiro em cada voo, bem como o custo correspondente à compensação dessa emissão e ainda a informação sobre o Projeto Hidroelétrico Aquarius, apoiado pela TAP, localizado no Estado de Mato Grosso, no Brasil, no qual será investido o montante resultante de cada contribuição.

O Aquarius está registado como Mecanismo de Desenvolvimento Limpo segundo a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas. Ao substituir parcialmente a eletricidade gerada a partir de petróleo ou carvão, o projeto reduz já a emissão média anual de gases com efeito de estufa em cerca de 15.000 toneladas de CO2 por ano.

A área de Ambiente da TAP está trabalhando com a IATA para alargar o programa de compensação de emissões a novos projetos de compensação de emissões, com vista a diversificar a oferta apresentada aos passageiros já no próximo ano.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP