Regional, da França, exerce opção de compra de dois jatos da Embraer

124

A Embraer e a Régional, uma subsidiária integral da Air France, firmaram um contrato para mais dois E-Jets, sendo um EMBRAER 170 e um EMBRAER 190, confirmando opções contratadas em agosto de 2007. O valor do novo acordo, referido a preços de lista, é de US$ 69 milhões. Ambos os aviões estão programados para entrega em 2009.

“É uma ótima notícia para a Embraer ter uma importante empresa aérea do Grupo Air France/KLM confirmando sua confiança na família dos E-Jets”, disse Mauro Kern, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial. “A Régional foi a primeira operadora do EMBRAER 190 na Europa e, com mais este pedido, torna-se o maior cliente da Empresa neste continente, confirmando nossa convicção que a família dos E-Jets atende às exigências mais sofisticadas de empresas aéreas e passageiros.”

O novo EMBRAER 190 da Régional, configurado com 100 assentos numa classe única, irá se juntar às cinco aeronaves já entregues e será utilizado em rotas interregionais da empresa, conectando 46 das principais cidades da Europa. A Régional também tem pedidos firmes para sete jatos EMBRAER 170, configurados em classe única com 76 assentos, com a primeira entrega prevista para este ano. A empresa possui uma frota de 48 aeronaves da Embraer (cinco EMBRAER 190, 28 ERJ 145, nove ERJ 135 e seis EMB 120 Brasilia), sendo o maior cliente da Embraer na Europa.

“O retorno que recebemos dos nossos passageiros em relação ao nosso primeiro EMBRAER 190 é muito positivo. Por esse motivo, estamos aumentando nosso pedido”, disse Jean-Yves Grosse, Presidente e CEO da Régional/Air France. “Os E-Jets possibilitam uma importante economia no consumo de combustível, o que beneficia tanto o meio ambiente quanto a empresa.”

A operação do EMBRAER 170 e do EMBRAER 190 na mesma frota proporcionará à Régional ganhos significativos em termos de comunalidade, oferecendo à empresa a flexibilidade necessária para melhor adequar o tamanho das aeronaves às demandas do mercado, maximizando a eficiência.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade