Rio Sul Linhas Aéreas (Brasil)

2551

Empresa: Rio Sul Linhas Aéreas (Brasil)

Descrição: A empresa foi fundada em 24 de agosto de 1976, tendo como acionistas a VARIG, Atlantica Boa Vista, Companhia Nacional de Seguros, a Sul-América Companhia de Seguros e o Banco Bradesco. Posteriormente, somente a Atlântica Boa Vista e a Sul-america, além da Varig, possuiam participação acionária n empresa. Com a decisão da Sul-América de vender sua participação tendo a TAM – Transportes Aéreos Regionais realizado proposta de compra, porém, com a concessão de prazo extra de dois dias para uma decisão da Atlântica Boa Vista e Varig, sendo que esta última não poderia ter mais de 1/3 das ações. Com isso, a Cruzeiro do Sul adquiriu uma parte da participação da Sul-América e a Fundação Rubem Berta outra parte, levando para 2/3 o domínio do Grupo Varig na Rio-Sul. A area de atuação da Rio-Sul Serviços Aéreos Regionais era a Regiao Sul e compreendia os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Rio de Janeiro, parte do Estado de Sao Paulo, a sudeste da linha que liga os aeroportos de Registro, Sao Paulo e Campos do Jordão, e parte do Estado do Espirito Santo, ao sul do paralelo correspondente ao aeroporto de Vitoria. Seu primeiro vôo foi entre Porto Alegre – Rio Grande – Pelotas.

Em 1981 a empresa já transportava 113.700 passageiros em doze meses.

Em 1985 obteve 45% de aproveitamento a bordo de seus 7 Embraer 110 e 4 Fokker F-27-200 e 2 Fokker 27-500. Em 1986 arrendou 2 Embraer 120, os primeiros a operarem para uma empresa brasileira. Neste ano iniciou fretamentos para a Pousada do Rio Quente, Porto Seguro e Foz do Iguaçú. Com as novas aeronaves Brasília a empresa inaugurou linhas para Caxias do Sul, Navegantes e Maringá.

Em 1988 o número de passageiros embarcados subiu para 336.900 e a empresa receberá mais duas aeronaves Embraer 120.

Em 1989 a empresa vendeu quatro Fokker 27-200 e adquiriu outros quatro Embraer 120, visando uma padronização e modernização da frota que, ainda constam mais cinco Embraer 110.

Em 1991 seus dois Fokker 27 foram substituídos por dois Fokker 50 que se juntaram aos dez Embraer 120 e aos dois Boeing 737-500, os primeiros a serem operados na América Latina. Os Boeing entraram em operação nas cidades de São Paulo / Congonhas, Belo Horizonte / Pampulha, Brasília, Curitiba, Londrina e Foz do Iguaçú.

Em 1993 a frota saltou para 10 Embraer 120, 6 Fokker 50 e 3 Boeing 737-500.

Em 1995 adquiriu o controle da Nordeste Linhas Aéreas, lançou um vôo com Fokker 50 entre Congonhas e Guarulhos, vôo este que seguia para o centro-oeste do país, e estava contando com 8 Boeing 737-500 na frota, além dos 10 Embraer 120 e 8 Fokker 50.

Em 1996 adquiriu mais duas aeronaves Fokker 50. Em 1997 encomendou 15 jatos Embraer 145, sendo a primeira empresa a operá-lo. As rotas que voaram inicialmente foram Santos Dumont – Pampulha e Santos Dumont – Campinas.

Em 1997 celebrou a chegada dos Embraer 145 em agosto, que deram novo fôlego na disputada briga com a Tam pelo título de melhor regional brasileira.

No mês de agosto de 1998 a Rio Sul se associou a Varig na Ponte Rio – SP, melhorando as ofertas das duas empresas.

Em 2000 transportou 3.685.953 passageiros, graças a chegada de dois novos Embraer 120, de quatro Embraer 145 e de um Boeing 737-300. Foram devolvidos 3 Boeing 737-500 e dois Fokker 50.

Em 2001 a empresa recebeu seu primeiro Boeing 737-700, além de outros dois Boeing 737-300. Chegaram outros quatro Boeing 737-500 e um Embraer 145. Dois Embraer 120 foram devolvidos. A meta da empresa era de padronização da frota, com aeronaves Boeing 737.

Em 2002 o Grupo Varig integrou sua malha aérea a da Rio Sul e Nordeste. Era comum vôos da Varig com aeronaves Rio Sul e vice-versa. Isto foi fruto de uma reestruturação na malha da Varig motivado pela devolução de algumas aeronaves alugadas. Com 3.879.337 passageiros, a Rio Sul viu os números de 2002 se transformarem em história, pois nunca mais repetiria tais números servindo sua frota à Varig.

Em 2003 sua frota era composta ainda de 15 Embraer 145, 4 Boeing 737-300, 14 Boeing 737-500 e 4 Boeing 737-700.

Os avioes que fizeram parte de sua frota foram os Embraer Bandeirante, o Piper Navajo, o Rockwell Sobreliner, o Fokker F-27, o Embraer 120 Brasília, O Fokker 50, o Boeing 737-500, o Embraer 145, sendo a única empresa aérea brasileira a utilizar esta aeronave, depois ainda utilizou o Boeing 737-300 e o Boeing 737-700.

Em 2004 foram embarcados nas aeronaves da Rio Sul apenas 378.252 passageiros em 4 Boeing 737-300, 6 Boeing 737-500 e 2 Boeing 737-700. A Rio Sul pagou pelo fato de ser uma empresa ligada a Varig, assim como num passado próximo a Interbrasil pagou por ser uma empresa da Transbrasil.

Website:

Fundação: 24/08/1976

Controle:

Participação:

Alimentadora:

Codeshare:

Frota atual:

Palavra-chave: Rio Sul

Cidades:

Ano fiscal: Dezembro

Reservas:

Publicidade