Satélite Amazonas será lançado em julho

156

Satélite é o terceiro aparelho Eurostar E3000 entregue pela EADS Astrium nos últimos
quatro meses

Projetado e montado pela EADS Astrium, o satélite Amazonas já foi embarcado para a
base de lançamentos de Baikonur, no Cazaquistão, de onde deverá ser enviado ao
espaço na última semana de julho. Dotado de 51 transpônderes, o aparato irá fornecer
uma gama completa de serviços de telecomunicações para o Brasil e demais países das
Américas, além de permitir uma ligação transatlântica com o continente europeu.

Baseado na versão E3000 da família de satélites de comunicações Eurostar, o Amazonas
terá 15 anos de vida útil. A EADS Astrium foi responsável pelo projeto e construção
do veículo, em um programa que contou com a parceria da EADS Casa e de empresas
espanholas.

“A Hispasat é um importante cliente da EADS Astrium. Construímos seus satélites de
primeira geração, que constituem um marco no desenvolvimento de nossa linha de
produtos Eurostar. Estamos entregando nosso mais moderno satélite de acordo com o
cronograma, de forma a atender às necessidades do cliente e apoiar sua expansão nos
mercados brasileiro e latino-americano”, afirma o CEO da EADS Astrium, Antoine
Bouvier, ressaltando que a cooperação entre Hispasat, Hispamar e EADS Astrium tem
sido excelente no programa Amazonas.

Operando em órbita geoestacionária, o satélite ficará posicionado em cima da Bacia
Amazônica, de onde fornecerá serviços de telecomunicações (incluindo transmissões
televisivas e VSAT) nas faixas Ku e C.

A EADS Astrium é líder mundial em aplicações espaciais, atuando em programas
comerciais e militares para satélites – incluindo telecomunicações, observação da
Terra e programas de ciência e navegação. No Brasil, forneceu e instalou a primeira
estação de recepção e processamento terrestre na América do Sul para os satélites
de observação Landsat e Spot, bem como a estação de recepção e processamento para o
Chinese Brazilian Earth Resources Satellites (Cbers 1 e 2). O lançador Ariane foi
responsável pelo lançamento de todos os satélites Brasilsat. A empresa é subsidiária
da EADS Espaço, que no ano passado apresentou faturamento de ? 2,4 bilhões.

A EADS é líder global nos mercados aeroespacial e de defesa. O grupo, que registrou
receitas de ? 31,1 bilhões em 2003, ocupa posições de liderança nos mercados
mundiais de aviação comercial (Airbus), aviação militar (CASA – Construcciones
Aeronauticas S.A), helicópteros (Eurocopter), espaço (Ariane, Astrium), e sistemas
de defesa (MBDA). A empresa detém um amplo e diversificado escopo de produtos e
desenvolve permanentemente parcerias locais, através de sua rede de 35 escritórios
internacionais, três deles localizados na América Latina (São Paulo, Santiago e
Cidade do México).

No Brasil, a EADS mantém investimentos há 26 anos, tendo iniciado sua presença por
meio da Helibras; é acionista da Embraer e desenvolve parcerias de longo prazo com
diversos clientes, como a TAM, as Forças Armadas, a Polícia Federal e as forças
policiais estaduais.

FONTE: EADS – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP