Sem fusão, Varig e TAM começam o ano com novos presidentes

261

O engavetamento do projeto de fusão Varig-TAM alterou o comando das duas maiores companhias aéreas do país. Depois da TAM, que nomeou no mês passado Marco Antonio Bologna para a presidência da empresa, agora é a vez da Varig, que se prepara para voltar a contar com um nome forte no comando da companhia.

O cabeça da Varig será Carlos Luiz Martins, que deve ser oficializado como presidente da empresa durante reunião do conselho de administração, no próximo dia 15.

Nem a Varig nem a TAM confirmam que o projeto de fusão das duas companhias aéreas foi abandonado. Mas analistas do setor aéreo entendem que a nomeação de novos presidentes para o comando das duas empresas é um sinal de que tanto a Varig como a TAM pretendem continuar voando separadamente uma da outra.

A oficialização de Martins como presidente da Varig marca o retorno do executivo para o principal cargo da empresa.

No final de novembro, Martins renunciou à presidência do conselho curador da Fundação Ruben Berta –controladora da Varig– para se manter no posto de vice-presidente da empresa.

A renúncia foi feita para adequar o comando da Varig ao seu estatuto, que impede que o presidente da Fundação também ocupe qualquer cargo executivo nas empresas do grupo.

Mesmo subindo para o posto de presidente, Martins deve manter o atual modelo de gestão da Varig, onde as decisões são tomadas por um colegiado tripartite. Além dele, também são responsáveis pelas principais decisões da companhia os vice-presidentes Alberto Fajerman (comercial) e Luiz Fernando Wellish (financeiro).

FONTE: FABIANA FUTEMA, Folha Online – Fernando Valduga, Aviação Bras – Porto Alegre/RS