TAM compra o milésimo Boeing 777

102

A Boeing anunciou hoje que, com a compra de quatro jatos 777-300ERs pela linha aérea TAM [BOVESPA: TAMM4 e NYSE: TAM], a fabricante alcançou a marca de 1.003 aviões 777 vendidos. O avião, que começou a ser comercializado em 1990, é o modelo de cabine larga mais popular da história. O anúncio de hoje também significa que, apenas em 2007, a Boeing já recebeu 100 encomendas do 777.

A TAM, linha aérea com a maior frota no Brasil, oferece rotas domésticas e internacionais. Quando realizou sua primeira encomenda de quatro 777-300ERs, no início deste ano, a TAM tornou-se a primeira aérea na América Latina a incorporar o 777-300ER para vôos de percurso longo. O primeiro 777-300ER da TAM tem chegada prevista para junho de 2008. Antes da encomenda destes oito aviões 777, a TAM operava exclusivamente aviões da Airbus.

“As recentes encomendas da TAM confirmam a preferência da linha aérea pela família 777, que detém hoje 65% do mercado de sua categoria, graças ao baixo custo operacional, à confortável cabine de passageiros e a sua incomparável confiabilidade”, disse Larry Loftis, vice-presidente do Programa Boeing 777. “Nós melhoramos a performance da família 777 continuamente. Hoje, acrescentamos ao grupo duas novas versões estendidas e a versão cargueiro, que deve entrar em serviço no primeiro trimestre de 2008”, conclui Loftis.

Marco Antonio Bologna, CEO da TAM, disse que a compra do 777-300ER é um passo importante no crescimento da companhia no mercado internacional de longo alcance. “O Boeing 777 traz à TAM uma relação custo-benefício sem precedentes, começando pela economia de combustível e benefícios ambientais”, disse Bologna. “Além disso, este é um avião reconhecido pelos passageiros por seu interior espaçoso, confortável e de design premiado”, conclui o executivo.

Além de ser reconhecido pela eficiência no consumo de combustível, o 777-300ER é o maior jato bimotor de longo alcance do mundo, capaz de transportar 365 passageiros por mais de 14.594 quilômetros. O design eficiente de suas turbinas fornece o menor consumo de combustível e o melhor custo-benefício em sua classe.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP