TAM cumpre exigências da Lei Sarbanes-Oxley

246

A TAM comunica que concluiu com sucesso os trabalhos exigidos pela seção 404 da Lei Sarbanes-Oxley (SOX), relativos aos controles internos sobre demonstrações contábeis consolidadas, antecipando-se em um ano à data estabelecida.

“O cumprimento das exigências com antecedência de um ano visando a obtenção da Certificação Sarbanes-Oxley ratifica o compromisso da TAM com altos padrões éticos e práticas de boa governança corporativa e a permanente preocupação da companhia em assegurar elevado padrão de controle de seus processos, transparência e criação de valor para seus acionistas”, destaca Líbano Barroso, vice-presidente de Finanças e Gestão e diretor de Relações com Investidores.

Criada para proteger os acionistas das empresas de capital aberto contra riscos de fraudes contábeis, a lei exige das empresas com ações negociadas na Bolsa de Nova York o aprimoramento da estrutura de controles internos financeiros, a melhoria nos processos e maior transparência das atividades, realizadas com mapeamento e avaliação dos processos relevantes que impactam nas demonstrações financeiras.

Outra exigência da seção 404 da SOX é que este trabalho seja avaliado em auditoria específica por parte de auditores independentes; esta auditoria já foi realizada e concluiu que em todos os aspectos relevantes os controles que sustentam as demonstrações financeiras de 31-12-2006 e sua publicação foram efetivos e que a avaliação da Administração sobre a efetividade dos controles está apresentada adequadamente.

O cumprimento dessa lei visa garantir aos investidores que todas as informações financeiras divulgadas estejam em conformidade com os resultados obtidos e sejam fidedignas, demonstrando o comprometimento de qualidade e seriedade da TAM com o mercado e com a sociedade.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade