TAM integra novos funcionários em suas bases no Brasil

211

A TAM vai incorporar em seus quadros cerca de 5 mil funcionários que até agora trabalhavam em empresas prestadoras de serviços em 54 bases distribuídas pelo Brasil. O objetivo da medida é padronizar as políticas de recursos humanos e assegurar melhor sinergia entre todas as equipes de atendimento da TAM.

Este projeto de reformulação das bases da TAM é mais uma etapa das medidas adotadas pela empresa para permanentemente reduzir e racionalizar seus custos e, ao mesmo tempo, aperfeiçoar os serviços oferecidos aos seus passageiros. A estimativa é de um ganho anual em torno de R$ 85 milhões, eliminando custos com pagamento de impostos sobre faturamento de mão-de-obra de terceiros e de comissões adicionais pagas aos representantes na venda de passagens e cargas nessas localidades e a redução do custo de comercialização decorrente do aumento das vendas direta. Conseqüentemente, a empresa ganhará em performance e produtividade a partir da contratação desses funcionários. As despesas com indenizações, que somarão R$ 50 milhões, serão reconhecidas pela empresa nos próximos trimestres.

“Esta reformulação vai proporcionar maior harmonia entre as atividades da empresa e ganhos nos níveis de governança corporativa já que todos os funcionários estarão sob uma única política de gestão de pessoas”, afirma Marco Antonio Bologna, presidente da TAM.

Além da metodologia de remuneração e dos benefícios oferecidos pela empresa, todos os empregados contratados também integrarão o sistema de desenvolvimento profissional, com treinamentos periódicos nas respectivas áreas de atuação.

A reformulação vai abranger as equipes de aeroporto, rampa (que faz o atendimento de pista na área de bagagens e carga), lojas e contatos comerciais de passagens e carga. Neste mês, a TAM finalizou a incorporação de 1,3 mil funcionários de operação de pista nos aeroportos de Congonhas, Guarulhos e Brasília. Com treinamentos específicos e supervisão direta da companhia, a mudança busca elevar o padrão de serviço e o nível de satisfação dos passageiros.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade