TAP investe na eficiência energética e ambiental nos seus novos Airbus A320

126

O novo avião proporcionará, face ao anterior modelo, um acréscimo médio de eficiência energética e ambiental de cerca de 8%, permitindo a redução das emissões anuais em 2200 toneladas de dióxido de carbono, CO2, que correspondem a uma poupança de combustível de aproximadamente 700 toneladas.

Estes ganhos de eficiência constituem uma das prioridades do programa de renovação e modernização da frota da TAP, que está alinhado com os “Princípios Orientadores” da empresa em matéria de meio ambiente, designadamente no que diz respeito à utilização de práticas e tecnologias eco-suficientes que conciliem o crescimento com a proteção do meio ambiente.

Além deste princípio, outros se destacam também nesse âmbito, nomeadamente: a integração das questões ambientais em todas as atividades desenvolvidas pela empresa; a promoção tanto da melhoria contínua do desempenho ambiental como da consciência ambiental dos trabalhadores e fornecedores e o respeito dos princípios fundamentais do “UN Global Compact”.

Após passagem pela unidade de manutenção & engenharia da Companhia, a nova aeronave entrará em operação no médio-curso neste mês de fevereiro.

A entrada dos novos aviões proporcionará ainda consideráveis benefícios, tanto ao serviço e conforto oferecidos a bordo aos passageiros, como no desempenho operacional e da manutenção, enquadrando-se, além do mais, na estratégia seguida pela TAP, que alia o desempenho econômico à responsabilidade assumida pela companhia para com a sociedade e o meio ambiente.

A TAP também participa nos seguintes programas de valorização/reciclagem de resíduos: Ecolub, reciclagem de óleo usado; Ecopilhas, reciclagem de pilhas e acumuladores usados e Programa + Valor, transformação dos resíduos orgânicos produzidos nos refeitórios e jardins em adubo e energia do biogás.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP