TAP recebe o primeiro A330 diretamente do fabricante

160

A TAP recebeu dia 26 de novembro o seu primeiro A330-200 diretamente do fabricante. O avião, equipado com reatores GE CF6, foi entregue a Fernando Pinto, Presidente Executivo da TAP, no decurso de cerimônia realizada na sede da Airbus em Toulouse. Com capacidade para 268 passageiros, numa configuração de duas classes de serviço – Econômica e Top Executive – a nova aeronave vem juntar-se à frota de sete A330-200 atualmente em operação ao serviço da TAP.

A TAP também assinou com a Airbus o contrato para a aquisição de 12 aviões A350 XWB, com opção para mais três unidades. Assim, a TAP recebe, na totalidade, 17 novos aviões da Airbus (incluindo o 1º A330 agora entregue). A Companhia, passa agora, com a entrada ao serviço deste novo aparelho, a contar com uma frota de 52 aviões exclusivamente Airbus.

“Este primeiro A330 representa um passo decisivo no processo de expansão rápida e contínua da nossa Companhia, no âmbito do qual o A330 é fundamental para o suporte de um crescimento bem sucedido. Com a entrada ao serviço deste novo avião podemos agora reforçar a nossa rede de longo curso e proporcionar aos nossos clientes ótimas condições de conforto a bordo”, disse Fernando Pinto, Presidente Executivo da TAP. “Além de nos permitir uma considerável redução de custos ao nível operacional, o novo A330 oferece ainda a vantagem de partilhar características comuns com a frota A340 que temos ao serviço, que se traduz num benefício em termos de formação e custos de manutenção.”

“Estamos muito satisfeitos com a parceria que temos mantido com a TAP ao longo dos anos. A TAP tem demonstrado um crescimento consistente e sustentado e estamos orgulhosos com a sua escolha dos A330 para o aumento e desenvolvimento das suas operações de longo curso. Isto traduz mais uma vez as vantagens oferecidas pelo A330 ao nível da eficiência na exploração de linhas e do conforto proporcionado aos passageiros. Com a nova encomenda dos 12 A350 XWB para o planeamento da frota a longo prazo, a frota A330 estará apta a oferecer a solução mais eficiente ao nível dos custos para os próximos anos”, afirmou John Leahy, COO da Airbus para a área de Clientes.

Com uma fuselagem wide-body, disponibilizando grande conforto, o A330-200 tem capacidade para adequar o número total de lugares e a configuração de classes de serviço aos requisitos de cada companhia-cliente. Este avião dispõe de uma autonomia de vôo até 12.500 Km / 6.750 mn, com plena ocupação de lugares, e de compartimentos de carga capazes de acomodar e transportar paletes standard e contentores lado a lado. Dispõe igualmente de uma excelente flexibilidade operacional, que o torna apto ao serviço numa vasta gama de estrutura de linhas, possibilitando às companhias uma utilização com custos operacionais por lugar/avião bastante baixos. A sua economia de operação e os superiores níveis de conforto proporcionado aos passageiros traduzem-se numa assinalável vantagem competitiva para as companhias suas utilizadoras.

A família de aviões A330 / A340 oferece ainda a vantagem de ambos os equipamentos possuírem um único modelo de cockpit e características operacionais comuns. Todos esses aviões partilham a mesma filosofia de cockpit, que ajuda não só a encurtar os períodos de treino para as tripulações de vôo que transitam de um modelo para o outro, mas também a agilizar os procedimentos de manutenção e economias ao nível dos sobressalentes. Os elevados padrões de conforto para o passageiro e os altos níveis de eficiência operacional são, de fato, uma competência distintiva destes aviões

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade