UPS divulga resultados expressivos no terceiro trimestre

281

A UPS anunciou hoje resultados expressivos no terceiro trimestre, com um aumento de 7,7% no faturamento e de 20,4% na receita líquida.

O volume médio diário total no mundo cresceu em 445.000 pacotes por dia, para 13,7 milhões, aumento de 3,4%. O volume total de pacotes exportados subiu 13,2%, enquanto a UPS Supply Chain Solutions registrou significativo crescimento de 10,1% no faturamento.

“O grande alcance e a confiabilidade da nossa rede global de entregas resultam em novos negócios”, declarou Scott Davis, CFO da UPS. “Vemos um crescimento de dois dígitos nas exportações em todas as regiões do mundo e aumentos nos lucros.”

O CFO também disse que a UPS continua gerando fluxo de caixa substancialmente positivo e que a diretoria aumentou a autorização de recompra de participação da companhia para US$ 2 bilhões.

No trimestre encerrado em 30 de setembro o faturamento consolidado alcançou US$ 8,95 bilhões, 7,7% a mais em comparação aos US$ 8,31 bilhões registrados no mesmo período do ano anterior. O lucro operacional consolidado cresceu 9,7%, para US$ 1,26 bilhão. A receita líquida para o trimestre foi de US$ 890 milhões, em comparação a US$ 739 milhões no mesmo período de 2003.

Os resultados do terceiro trimestre de 2003 incluíram um ganho de US$ 24 milhões relativo à venda da UPS Aviation Technologies, assim como benefícios fiscais de US$ 22 milhões relativos à regulamentação favorável. O trimestre também incluiu uma redução de US$ 99 milhões em Imposto de Renda, graças à solução de várias questões relacionadas a impostos.

Excluindo estes itens, o lucro operacional aumentou de US$ 135 milhões para US$ 1,26 bilhão no terceiro trimestre, representando um ganho de 12%. A receita líquida ajustada totalizou US$ 791 milhões este ano, em comparação aos US$ 702 milhões de 2003, com um aumento de 12,7%.

Os ganhos por ação diluída foram de US$ 0,78 em comparação a US$ 0,65 do ano anterior. Em uma base ajustada, os ganhos por ação diluída totalizaram US$ 0,70 por ação, 12,9% a mais em relação ao ano anterior, que registrou US$ 0,62. E o US$ 0,70 ajustado por ação diluída está dentro da previsão da UPS de US$ 0,69 a US$ 0,72.

Nos nove meses terminados em 30 de setembro o faturamento consolidado totalizou US$ 26,74 bilhões, um aumento de 8,9% em comparação ao ano anterior. O lucro operacional totalizou US$ 3,79 bilhões, ganho de 19,3% em comparação a 2003. A receita líquida aumentou para US$ 2,47 bilhões, ganho de 20,8% em comparação ao mesmo período de 2003.

Os destaques do terceiro trimestre registrados por segmento incluíram:

* O faturamento dos pacotes internacionais aumentou 21,6%, para US$ 1,67 bilhão, com ganho de 13,2% no volume de exportações de pacotes e um aumento de 4,1% no volume de pacotes domésticos internacionais. O volume de exportações da Ásia aumentou 29%, considerando que o volume de exportações da China mais do que dobrou. O volume de exportações nos Estados Unidos levou a indústria a registrar o quarto trimestre consecutivo com crescimento de dois dígitos. O lucro operacional saltou 49%, para US$ 262 milhões. A margem operacional internacional cresceu 290 basis points, para 15,7%.

* O faturamento de pacotes nos Estados Unidos aumentou 4,4%, para US$ 6,49 bilhões, enquanto o lucro operacional saltou 3,9%, para US$ 857 milhões. Ambos foram impactados por um mês de setembro difícil, com múltiplos furacões e tempestades tropicais afetando o comércio nos Estados Unidos e as operações da UPS nas regiões Sudeste e Leste. O volume médio diário terrestre nos Estados Unidos aumentou 4,5% no trimestre. O volume total Next Day Air® diminuiu no trimestre em razão da grande quantidade de cartas associadas a refinanciamentos no ano passado. Excluindo as cartas, o volume de pacotes Next Day cresceu no trimestre. O faturamento médio por pacote subiu 1,5% para todos os produtos americanos.

* O faturamento do segmento de não-pacotes aumentou 9,5%, para US$ 792 milhões. Excluindo o ganho do ano passado relativo à venda da UPS Aviation Technologies, o lucro operacional aumentou 13,9%, para US$ 139 milhões. O faturamento da UPS Supply Chain Solutions, a maior unidade do segmento de não-pacotes, aumentou 10,1%, para US$ 591 milhões. A unidade UPS SCS, com a aquisição pendente da Menlo Worldwide Forwarding, garantirá carga aérea pesada ao portfólio global.

Além do acordo deste mês para a aquisição da Menlo Worldwide Forwarding, vários outros desenvolvimentos que ocorreram durante o trimestre serão fundamentais para o crescimento continuado. A UPS adicionou funções a sua linha de serviços Trade Direct SM, ajudando os clientes a eliminar a necessidade de armazenagem após a importação.

No mês passado, a UPS adicionou três vôos a sua rede mundial para acomodar fluxos em expansão entre a Ásia e a Europa. Nesta segunda-feira, o Departamento de Transporte dos Estados Unidos concedeu o direito à UPS de triplicar seu acesso direto ao mercado chinês.

“Continuaremos aprimorando a nossa atuação, pois os clientes mais e mais procuram a UPS para ajudá-los a administrar, eficientemente as suas cadeias de transporte e suprimentos”, Davis declarou.

Para o quarto trimestre, Davis disse que a companhia está esperando um sólido período de feriados nos Estados Unidos e um grande crescimento fora dos Estados Unidos. A UPS espera que os ganhos diluídos por ação no quarto trimestre aumentem em relação aos US$ 0.70 ajustados do ano passado para uma faixa de US$ 0.83 a US$ 0.87. Davis disse que a UPS espera que os ganhos por ação em 2005 cresçam de 13% a 17%.

A UPS é a maior empresa de entregas expressas e a líder global em serviços para a cadeia de suprimentos, oferecendo o maior número de opções para sincronizar o transporte de bens, de informações e de fundos. Com matriz em Atlanta, na Geórgia, a UPS opera em mais de 200 países e territórios no mundo.

FONTE: Aviação Brasil / UPS – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP