VARIG LOG é a número um do transporte aéreo de carga no Brasil

150

A VARIG LOG está entre as Maiores e Melhores do Transporte e Logística do país. A empresa foi eleita a melhor na categoria aéreo de carga pela revista Transporte Moderno. O prêmio será entregue no dia 22 de novembro, das 12 às 16h, na Câmara Americana de Comércio (AMCHAM). Na cerimônia, a companhia estará representada por seu presidente, João Luis Bernes de Sousa.

Maior empresa de logística do Brasil, a VARIG LOG é detentora de mais de 47% do mercado doméstico e de quase 32% do mercado internacional de carga brasileira.

Com um modelo de negócios inovador na América Latina, que atua na entrega e coleta porta a porta, a VARIG LOG tem know-how para transportar todo tipo de carga: animais vivos, perecíveis, objetos de valor, artigos perigosos, equipamentos para shows e eventos, obras de arte, veículos, computadores, produtos farmacêuticos, eletro-eletrônicos etc. Entre as mais complexas, já transportou plasma humano do Brasil para a França e o altar de uma igreja em Olinda para ser exposto em Nova York. A indústria automobilística é a principal cliente no segmento aéreo.

As cargas são entregues em mais de 4.800 cidades no Brasil e de 210 países, nos quatro continentes. Em relação ao seu quadro de funcionários, a empresa conta com 1.550 no Brasil e 130 no exterior.

A frota da empresa é atualmente composta por 18 aviões cargueiros, entre eles cinco de grande porte: dois MD11F e três DC10F.

Em sua 18ª edição, a pesquisa das Maiores e Melhores do Transporte e Logística analisa os balanços pratimoniais das mais representativas empresas do setor – operadoras de transportes, industrias, prestadoras de serviços. O primeiro critério para avaliação das companhias é sua receita operacional líquida, que mostra a participação de mercado que cada uma tem no setor em que atua. Assim, dentro de cada modalidade, as dez maiores são analisadas mais detalhadamente, atribuindo-se valores de 1 a 10 para cada um dos critérios: receita operacional líquida, patrimônio líquido, lucro operacional, lucro líquido, liquidez corrente, endividamento geral, rentabilidade da receita, rentabilidade do patrimônio líquido, produtividade do capital e crescimento da receita.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP