VEM entrega último MD-11 à Boeing capital corporation

268

Cada vez mais a VEM demonstra que sua estratégia realmente é focada na satisfação do Cliente. De forma inédita e inovadora a VEM enviou uma equipe de 46 profissionais especializados, entre mecânicos e engenheiros, para realizar uma manutenção “on site” no último MD-11 a ser devolvido à Boeing Capital Corporation, que foi finalizada com enorme sucesso, e cuja Cerimônia de Entrega será realizada hoje, nas instalações da Empresa, no Rio de Janeiro.

Trata-se da aeronave MD-11 PP-VQG, último widebody (grande porte), que esteve parado em Brasília/DF por um ano, pendente de manutenção para ser devolvida à BCC. Mesmo fora de um hangar específico, foi uma grande revisão, envolvendo, inclusive, a troca dos três motores do avião. Entre os serviços foram realizados reparos estruturais de grande dimensão em sinergia com o Boeing AOG Team, onde toda a “barriga” teve que ser cortada para a instalação de novos elementos estruturais, novas portas do trem de pouso central e de acesso ao porão traseiro. Simultaneamente à realização da manutenção na aeronave, vários outros componentes mecânicos e eletrônicos foram revisados nas oficinas do Rio de Janeiro e de Porto Alegre.

Fazer um serviço de manutenção pesada fora de um hangar não é tarefa muito fácil, uma vez que a infra-estrutura montada no local nunca se compara a de um centro de manutenção. A equipe da VEM enfrentou as adversidades inerentes a essa falta de estrutura com muita competência, readequando processos e até construindo ferramental. Por ser uma base já atendida pela VEM para Manutenção de Linha de vários clientes, foi possível aproveitar a estrutura já existente, mas, ainda assim, foram necessárias locações de grande equipamentos e plataformas, além de enormes tendas, para que o trabalho pudesse ser executado com a segurança devida.

A etapa de Brasília foi finalizada em 05 de outubro, quando a aeronave foi trasladada para o Rio de Janeiro e realizado o primeiro vôo de teste, que obteve excelente perfomance. No Centro de Manutenção do Rio de Janeiro, a aeronave permanece por 15 dias somente para pintura do novo prefixo – N725BC, procedimentos de documentação e preparativos para o vôo transoceânico. Hoje, o avião segue para a Itália, onde será transformado em cargueiro e voará sob a marca da empresa Aeroflot, da Rússia.

“Esse time trabalhou de forma única nesse Projeto. Foram momentos realmente de superação, onde cada um teve que empregar seus conhecimentos e habilidades ao extremo para enfrentar os problemas inesperados que surgiram e solucioná-los com tranqüilidade e competência. Estamos orgulhosos de saber que podemos contar com a dedicação máxima de todo o grupo de colaboradores da VEM, bem representados por esse grupo em especial.”, comenta o Vice-Presidente de Operações da empresa, Sr. Alexandre Fleischhauer, que também esteve em Brasília, acompanhando as etapas do Projeto.

A VEM é líder na América Latina no segmento de MRO (Maintenance, Repair & Overhaul) e referência mundial na manutenção de aviões de grande porte (widebody) e médio porte (narrowbody), pelos seus quase oitenta anos de experiência e qualidade, e já executou mais de 500 revisões só em aeronaves de grande porte. Em se tratando de MD-11, já foram realizadas, pelo menos, 100 revisões, nesse período. A VEM permanece focada na satisfação do cliente, buscando, cada vez mais, atender e, assim como nesse Projeto, surpreender seus clientes.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP