Varig, Rio Sul e Nordeste auxiliam nos trabalhos de resgate na região do Xingu

80

Cinco toneladas de equipamentos altamente especializados para manuseio e remoção de escombros de aeronaves foram enviados na tarde de ontem – 9 de outubro – para a área onde as autoridades brasileiras promovem o resgate de vítimas do recente acidente com um Boeing 737.

Internacionalmente conhecido como “Recovery Kit”, o equipamento foi enviado para o Mato-Grosso – a bordo de um C-130 da Força Aérea Brasileira – pela VARIG, RIO SUL e NORDESTE (empresas em recuperação judicial) único grupo da América do Sul a possuir esse ferramental especializado e ter a homologação oficial da IATA para operá-lo.

São guindastes, macacos hidráulicos, ferramentas projetadas especificamente para este trabalho e profissionais altamente especializados, treinados para a manipulação de aeronaves acidentadas que têm como objetivo promover a segurança dos que trabalham no local e preservar, ao máximo, partes do avião acidentado para serem utilizadas em posteriores investigações.

A VARIG, a RIO SUL e a NORDESTE, cederam máquinas, equipamentos e pessoal, sem qualquer custo, considerando que tal atitude configura-se como ajuda humanitária, e demonstra a solidariedade das empresas às famílias das vítimas e a todas as congêneres da indústria da aviação comercial no Brasil e no mundo.

As companhias acertaram o envio de equipamentos e pessoal à região do Xingu em contatos com o Comando da Aeronáutica – especialmente com o Brigadeiro Jorge Kersul Filho que comanda as operações no local – e com o presidente da ANAC, Milton Zuanazi.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade