Varig, a nova Varig, mas com imensa saudade dos bons tempos da velha Varig

122

A Varig transportou no mês de julho um total de 126.399 passageiros, com um aproveitamento de 59,41%. Comparado ao mesmo mês do ano anterior houve queda de 85,80%.

A Varig responde por 3,54% do volume total de passageiros quilômetro pagos transportados no Brasil (era 10,51% no mês anterior) e por 29,96% dos vôos internacionais (era 53,78% no mês anterior), tendo transportado 81.449 passageiros em julho com 74,11% de aproveitamento e queda de 78,2% comparado com julho de 2005.

Fica o exemplo de uma má administração e um desafio de tentar fazer um dia desta Varig uma empresa que possa voltar a voar em céus de brigadeiro. O tempo passa, o mercado muda e as empresas precisam se adaptar rapidamente a realidade deste novo mercado, e foi isso que exatamente a Varig não soube fazer, se adaptar, se proteger, porque nem só de uma marca vive uma empresa!

Os dados completos de todas as companhias brasileiras estão disponíveis na seção Aviação Comercial – Análises do Setor, no site Aviação Brasil (http://www.aviacaobrasil.com.br)

FONTE: Aviação Brasil – Redação – São Paulo/SP