Vasp transformará 2 Boeing 737-200 em cargueiros

265

Sem poder transportar passageiros, por determinação do DAC, a VASP decidiu investir nas cargas em 2005. Pelo menos duas aeronaves que serviam a passageiros serão direcionadas neste primeiro semestre para o VASPEX, serviço expresso de remessa aérea. (…)

“Já que a área de passageiros está em estudos, a intenção é focar em cargas, agora. Nós já tínhamos necessidade de aumentar a oferta” – diz Ronan Hudson, diretor de Cargas da VASP.

A previsão, de acordo com ele, é chegar a um crescimento entre 20% e 25% na quantidade de cargas transportadas pelo VASPEX em comparação com o ano passado, quando foram entregues 4 milhões de encomendas.

Dependendo da demanda no segundo semestre, segundo Hudson, a empresa pode alocar mais aeronaves que anteriormente transportavam passageiros para usar como cargueiros. “Vamos avaliar o comportamento da demanda” – diz o diretor.

O VASPEX, que faturou R$ 230 milhões, fechou 2004 com 510 franqueados, de acordo com Hudson. Para este ano, a previsão é chegar a 620.

Atualmente, o serviço de cargas da VASP utilizada dois Boeing 727-200 e dois 737-200 CARGO. Outros dois 737-200 serão adaptados para funcionar como cargueiros e entrarão em operação em março e entre maio e junho.

FONTE: Aviação Brasil / VASP – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade