Viegas diz que fusão Varig-TAM não pode ser lesiva ao consumidor

273

O ministro da Defesa, José Viegas, afirmou hoje que a fusão das empresas aéreas Varig e TAM precisa ser realizada em um processo mais amplo de composição em curto prazo.

Em audiência pública na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, Viegas acrescentou que a associação das duas empresas não pode ser lesiva ao consumidor, em respeito ao que determina o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O ministro também comentou o preço das atuais tarifas aéreas. Segundo Viegas, o ajuste das tarifas deve levar em conta dois critérios: o do usuário, que deseja um preço justo, e o da preocupação de não se formar uma guerra tarifária em que todos levam prejuízos como já ocorreu. “É preciso corrigir as distorções, para cima e para baixo”, defendeu.

FONTE: Agência Brasil – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS

Publicidade