Foto: Infraero

O Aeroporto Internacional de Belém,Val-de-Cans, passou a contar com o Centro de Gerenciamento Aeroportuário (CGA). O novo espaço tem o objetivo de monitorar o funcionamento do aeroporto de forma integrada, priorizando a gestão das operações da Infraero com todos os elos envolvidos nos transporte aéreo, gerando em tempo real decisões colaborativas e o compartilhamento de registros de informações em todas as ocorrências.

A estrutura do CGA conta com uma sala de 82,5 m², onde monitores com informações dos sistemas de informações de voos; visualizador de pátio; gráfico de alocação; monitoramento de filas de canal de inspeção e área de check-in; além de sistemas de comunicação com ramais telefônicos, equipamentos de rádio comunicação, computadores e linha direta entre os CGAs de outros aeroportos e o Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional da Infraero (Nago). A estrutura entrou em operação no dia 1º/11.

Para o superintendente do aeroporto Fábio Rodrigues, a implantação do CGA vai fortalecer o processo de gestão, ampliando a eficiência operacional por meio do compartilhamento de informações e da geração de sinergia entre todos os elos do sistema de aviação civil que o compõe.

Essa nova estrutura, aliada com os dois briefings diários (um pela manhã e outro no início da madrugada) propicia maior fluidez na operação, com todas as informações estratégicas à mão e devidamente alinhadas para todos aqueles envolvidos nos processos de chegadas e partidas de aeronaves, embarque e desembarque de passageiros.

“Com informações trocadas em tempo real, há o conhecimento necessário para tomadas de decisão em situações excepcionais que eventualmente demandem alguma reprogramação. Também é possível, por exemplo, informar aos lojistas sobre a movimentação de passageiros, destacando os horários de maior movimentação, como forma de contribuir com o melhor atendimento a esses clientes. É comum se empregar para equipamentos desta natureza o termo “centro nervoso”. O CGA e sua tecnologia surgem para ser chamado de “centro virtuoso” em benefício da eficiência das operações em nosso aeroporto”, destaca Fábio.

Publicidade