Aeroporto de Juazeiro do Norte

5646
Foto: Divulgação Infraero

Em 23/09/1953 foi sancionada a Lei Municipal de doação dos terrenos do município para união. A inauguração ocorreu aproximadamente um ano, em 15/09/1954, data do Feriado Municipal da Padroeira da cidade de Juazeiro do Norte/CE – Nossa Senhora das Dores, na época foi denominado de Aeroporto Regional do Cariri.

O Aeroporto Regional do Cariri, Juazeiro do Norte, como era denominado anteriormente, conforme a lei federal 10.361 de 27 de dezembro de 2001, teve seu atual TPS construído no período de 1979 a 1981, antes era utilizado apenas como pista de pouso e operava nas instalações do atual Aeroclube. Desde então, passou pela administração Municipal por vários anos até que foi repassado para o Governo do Estado e durante todos esses anos não passou por mudanças significativas na sua infraestrutura.

Desde a década de oitenta recebe voos regulares, iniciando as operações com a Varig com as seguintes linhas: Recife – Juazeiro – Petrolina – São Paulo.

O início da era INFRAERO começou em 1997 quando da administração compartilhada com o Governo do Estado do Ceará e Município de Juazeiro do Norte, com apenas um empregado orgânico.

Atualmente é denominado de Aeroporto de Juazeiro do Norte – Orlando Bezerra de Menezes, conforme a lei nº 13.088, de 29/12/2000, está localizado na região sul do estado do Ceará, município de Juazeiro do Norte. Foi incorporado a rede Infraero desde o dia 14 de março de 2002, em convênio com o Governo do Estado do Ceará, representado pela SEINFRA, conforme convênio N.º 003/2002/0010. O sítio aeroportuário compreende uma área de 1, 28 milhão de m², e a pista principal tem 1.940 metros de cumprimento por 45 metros de largura. O aeroporto está localizado a seis quilômetros do centro da cidade e a oito da rodoviária.

O aeroporto encerrou o ano de 2017 com crescimento na movimentação de passageiros em comparação ao ano anterior. Foram 541,89 mil embarques e desembarques contra 534,7 mil em 2016, representando alta de 1,34%.

Além do crescimento no número de viajantes, 2017 também foi importante na movimentação de aeronaves, com alta de 2,69% em comparação ao ano anterior. Foram 8.710 unidades, ante 8.482 em 2016. Além disso, no porão das aeronaves, foi movimentada 1,6 tonelada de cargas em 2017, um crescimento de 62% em relação à tonelagem registrada em 2016 (994,3 quilos).

Para o superintendente do terminal, Rodrigo Siebra, “os números demonstram a força que a região detém. Mesmo com um cenário adverso na economia, crescemos pelo quarto ano consecutivo e nos consolidamos como um polo de integração para o Nordeste”.

Com 63 anos de operações, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes tem capacidade para atender 800 mil passageiros por ano, sendo um dos maiores e mais movimentados no interior nordestino.

Atualmente, o aeroporto conta com voos para Petrolina e Recife (PE), Campinas e Guarulhos (SP), Fortaleza (CE) e Brasília (DF). As companhias que operam no terminal são: Azul, Gol e Avianca. No total, são até 20 operações diárias entre pousos e decolagens.

Fonte: Infraero (editado por Aviação Brasil)

Publicidade