Aeroporto de Teresina/Senador Petronio Portella

2482
Foto: Infraero

O Aeroporto  de  Teresina foi inaugurado em 30 de setembro de 1967. Administrado pelo então Ministério da Aeronáutica, o aeroporto foi construído ao norte da capital, numa região situada entre os rios poty e parnaíba. Em fevereiro de 1975, através da Portaria nº 102/GM5, de 23/12/1974, o aeroporto, com exceção da atividade de navegação aérea, passou a ser administrado pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária-INFRAERO.

Está localizado na região meio-norte, a cerca de 350 km da costa, sendo o único aeroporto das capitais nordestinas situado fora da área litorânea. Sua localização entretanto, do ponto de vista operacional, tem grande importância estratégica, pois torna-se um aeroporto de ligação das capitais nordestinas com o norte do país.

Embora grande parte da população teresinense o denomine Aeroporto Santos Dumont, sua denominação oficial era Aeroporto de Teresina, alterada no ano de 2000 para  Aeroporto de Teresina/Senador Petrônio Portella, de acordo com a lei nº 9.942, de 22 de dezembro de 1999, em homenagem ao ilustre político piauiense Petrônio Portella Nunes, que foi Prefeito de Teresina, Deputado Estadual, Governador, Senador, Presidente do Congresso Nacional e Ministro da Justiça.

O Aeroporto de Teresina encerrou 2017 com alta na movimentação de passageiros. No período, passaram pelo terminal mais de 1.104.376 viajantes, entre embarques e desembarques, 18.402 a mais que o registrado em 2016.

O aeroporto está situado ao norte da capital piauiense, a apenas 4,4 km do centro da cidade, entre os rios Poty e Parnaíba. Passageiros têm à disposição 29 estabelecimentos dos mais variados seguimentos, como lojas de artesanato e produtos típicos da região, bijuterias, locadoras de veículos, lanchonetes, agências de câmbio e turismo, banca de jornais e revistas e caixas eletrônicos. Os usuários também encontram um terminal acessível, com banheiros e telefones adaptados e equipamentos que auxiliam no embarque e desembarque de passageiros com deficiência ou mobilidade reduzida.

Com capacidade para receber mais de dois milhões de passageiros por ano, o terminal tem uma média diária de 3.030 passageiros e 52 operações regulares operadas por três companhias aéreas – Azul, Gol, Latam. As rotas interligam a cidade a diversos destinos brasileiros, como São Luís (MA), Fortaleza (CE), Guarulhos, Congonhas e Campinas (SP), Brasília (DF), Recife (PE), Belém (PA), Rio de Janeiro (RJ), além da cidade piauiense de Parnaíba.

A movimentação de viajantes em Teresina seguiu a tendência de crescimento dos aeroportos administrados pela Infraero. Em 2017, a rede registrou 108,30 milhões de embarques e desembarques, 3,34% a mais que os 104,79 milhões registrados no ano anterior. Do total, a maior parte, cerca de 94%, se refere a viajantes domésticos.