Foto: Infraero

O aeroporto de Cruzeiro do Sul (AC) completou 48 anos de inauguração no último dia 28 de outubro. Com arquitetura inspirada na cultura indígena, o terminal está localizado a 15 km do centro da cidade e recebeu mais de 95 mil de passageiros em 2017, alta de 19% em relação ao ano anterior. A cidade acreana tem no transporte aéreo sua principal ligação entre as cidades do oeste do estado e a capital Rio Branco.

O aeroporto atende a aviação comercial, aviação geral (táxi aéreo), turística e é base de apoio aos municípios vizinhos para deslocamentos em questões de atendimento médico e operações militares, além de ter papel fundamental na economia local, baseada no extrativismo e no agronegócio.

Até setembro deste ano, foram registrados 3.840 pousos e decolagens no terminal – um aumento de 3,39% no fluxo de aeronaves se comparado a 2017. Com capacidade para 1,6 milhão de passageiros ao ano, o aeroporto funciona de 6h às 2h, com um intervalo de fechamento de apenas quatro horas.

No total, entre pousos e decolagens, o terminal atende, em média, 100 voos semanais da aviação regular, aviação geral e táxi aéreo, esta última concentrando a maioria dos movimentos registrados. Atualmente, a empresa Gol Linhas Aéreas opera sete frequências semanais, com saída de Cruzeiro do Sul com destino a Brasília, fazendo escala em Rio Branco, e conexões para outros destinos.

O terminal foi inaugurado em 28 de outubro de 1970 e aberto ao tráfego público em 1976. Inicialmente administrado pelo município, foi integrado à Rede Infraero em 31 de março de 1980. Em virtude da localização em área de fronteira, a Força Aérea Brasileira (FAB) utiliza o terminal como base para algumas operações de defesa do país, em conjunto com outros países, como Bolívia e Peru.

Publicidade