A Azul Linhas Aéreas completou em 15 de dezembro último oito anos de história. Em 2.923 dias a serviço da população, desde o voo inaugural São Paulo-Salvador, a Azul transportou mais de 150 milhões de Clientes em um número superior a 1,5 milhão de decolagens, entre voos nacionais e internacionais. Como destaques estão a estreia de voos para Lisboa com os jatos A330 (que também operam frequências para os Estados Unidos) e o início da oferta de voos com as aeronaves A320neo. A Azul opera em mais de 100 cidades, com uma frota diversificada que reúne, ainda, Embraer 190, Embraer 195 e ATR 72-600.

A Azul transportou 20.603.090 passageiros em linhas nacionais e internacionais em 2016, sendo 20.105.095 no doméstico, o que representa 22,25% do mercado, e 497.995 no internacional, o que representa 6,64% do mercado, analisando somente as empresas brasileiras, ou 2,43% se analisarmos todas as demais empresas estrangeiras que operam no país.

A Azul Linhas Aéreas é a companhia aérea com o maior número de destinos servidos no país. A empresa detém uma frota de 140 aeronaves, mais de 10.000 funcionários, mais de 900 voos diários, aproximadamente 100 destinos servidos e um terço do total de decolagens do país. A qualidade de seus serviços já foi atestada por inúmeros prêmios, nacionais e internacionais. Foi reconhecida como a empresa aérea low-cost mais pontual do mundo, em números referentes a 2015 pela Official Airline Guide (OAG). Pela sexta vez consecutiva, foi eleita pela Skytrax World Airline Awards a “Melhor companhia aérea low-cost da América do Sul”, e, pela primeira vez, como melhor equipe de atendimento ao Cliente da América do Sul. Venceu também como a de empresa aérea com a melhor gestão do mundo pela Airline Strategy Awards.

Anunciou em 26 de outubro de 2015 último a expansão de sua cooperação com a United Airlines, por meio da implementação de um acordo de codeshare, que oferece aos Clientes melhores conexões ao voarem entre o Brasil e os Estados Unidos. O acordo de compartilhamento de códigos oferece aos Clientes voando em ambas empresas um serviço unificado de reservas e emissão de bilhetes, incluindo cartão de embarque e despacho de bagagem até o seu destino final. Este é o primeiro acordo de codeshare internacional da Azul.

A HNA Group, subsidiaria da Hainan Airlines, completou a compra de 23.7%, o que corresponde a US$ 450 milhões de dólares, no início de agosto de 2016. Em junho de 2015, a Azul e United anunciaram uma parceria estratégica de longo prazo, na qual a United adquiriu aproximadamente 5% de participação acionária na Azul por US$ 100 milhões. Em agosto, Azul e United anunciaram um acordo de interline, oferecendo, juntas, seis mil voos diários para mais de 350 destinos ao redor do mundo.

Iniciou voos a Fort Lauderdale e Orlando, nos Estados Unidos, em 1º e 15 de dezembro de 2014, respectivamente. O trecho São Paulo (Guarulhos) – Orlando começou em 15 de dezembro de 2015 e para New York em Maio de 2016. Em 20 de agosto de 2016 iniciou os voos de Belém para Caiena, no Guiana Francesa e a rota Campinas – Lisboa. Iniciou um voo exclusivo que liga Goiânia à Curitiba em 3 de outubro, com uma operação semanal. No mesmo dia iniciou ligação de Porto Alegre à Cuiabá com voos sempre às segundas e sextas-feiras com Embraer 195 em um voo que dura cerca de três horas.  São Paulo (Viracopos) iniciou um voo para Ponta Grossa em 13 de outubro, em uma frequência diária e sem escalas, cumprida pelo moderno turboélice ATR 72-600, de 70 assentos. Lançou em 7 de novembro, dois voos diários entre São Paulo (Guarulhos) e Florianópolis. Transferiu as operações em Criciúma para o aeroporto de Jaguaruna em 10 de novembro. A mudança foi necessária porque em Criciúma, onde a companhia opera com modelo ATR de 70 assentos, não é possível pousar ou decolar com jatos Embraer. Em 7 de dezembro estreou a mais nova rota internacional, ligando Recife a Orlando, as quartas e aos domingos, com o Airbus A330. A empresa recebeu aprovação das autoridades brasileiras e uruguaias para operar voos sazonais para Punta del Este no próximo verão. A companhia é a única a ter frequências sem escalas para o destino uruguaio com partidas de São Paulo (Campinas) e Porto Alegre. Anunciou também operações para Buenos Aires (Argentina) e Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), que terão ligações sem escalas a partir de Belo Horizonte e Cuiabá, respectivamente.

Para os próximos meses aumentará a oferta de assentos com 3,5 mil voos extras de alta temporada de verão, que envolverão todas as regiões do Brasil e o exterior entre dezembro e fevereiro. A maior operação estará concentrada nos aeroportos de São Paulo (Viracopos) e Belo Horizonte, onde a companhia tem seus dois principais centros de distribuição de voos.

Ainda, a presença do A320neo, que iniciou operações em 1º de dezembro, ganha força na malha aérea, com novos voos até o fim de fevereiro para todas as regiões do Brasil. Já foram inseridas nas rotas oito aeronaves. Ao todo, a Azul fez uma encomenda de 63 unidades, que serão gradativamente incorporadas à frota até 2023.

A companhia concluiu sua oferta inicial de ações, que movimentou R$ 2 bilhões em 10 de abril último. Os papéis da empresa saíram a R$ 21, valor intermediário entre o preço sugerido no prospecto, entre R$ 19 e R$ 23 reais. Segundo informações da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a operação movimentou 96,2 milhões de ações. Foram vendidas 63 milhões de ações da oferta primária a R$ 1,32 bilhão. Os papéis secundários, que somavam 33.239.837 ações, movimentaram R$ 698 milhões. Dos recursos captados, a maior parcela irá para a companhia, para amortizar dívidas e reforçar o caixa e 10% para acionistas que estão vendendo parte de suas ações.

A companhia foi eleita a terceira melhor companhia aérea do mundo pelo TripAdvisor Travelers’ Choice, sendo a única empresa de bandeira brasileira a figurar no ranking e a mais bem posicionada low cost nesta categoria. Isso posiciona a empresa como a melhor low cost do mundo. O levantamento, realizado pela primeira vez, toma como base considerações e notas registradas no site nos últimos 12 meses por Clientes que experimentaram os serviços das companhias premiadas.

Voos em Operação de e para o Brasil (Internacionais)

Frota da Empresa

Comments are closed.