Boeing e Embraer juntas?

3002

A Boeing e a Embraer confirmaram hoje que as empresas estão em conversações a respeito de uma potencial combinação, cujas bases ainda estão em discussão.

Segundo as empresas, não há garantias de que estas discussões resultarão em uma transação. A Boeing e Embraer não pretendem fazer comentários adicionais a respeito das discussões.

No mês de outubro a Airbus SE. e a Bombardier Inc. divulgaram que se tornarão parceiras no programa C-Series de aeronaves. A Bombardier é a principal concorrente da Embraer no negócio de aviões comerciais.

O acordo reúne o alcance e a escala globais da Airbus com a mais nova e mais moderna família de aeronaves a jato da Bombardier, deixando ambos os parceiros posicionados para desbloquear completamente o valor da plataforma da C-Series e criar um significativo novo valor para clientes, fornecedores, funcionários e acionistas.

Dentro do acordo, a Airbus fornecerá expertise de compras, vendas e marketing e de suporte ao cliente para a C Series Aircraft Limited Partnership (CSALP), a entidade que fabrica e vende as aeronaves da C Series. No fechamento, a Airbus adquirirá uma participação de 50,01% da CSALP. A Bombardier e a Investissement Québec (IQ) serão respectivamente proprietárias de aproximadamente 31% e 19%.

Apesar de não divulgado, espera-se um movimento parecido da Boeing e Embraer para conter o avanço da parceria Airbus/Bombardier.

Qualquer transação entre a Boeing e a Embraer estará sujeita à aprovação do governo brasileiro e agências reguladoras do Brasil, bem como dos respectivos conselhos e dos acionistas da Embraer.