Foto: Paul Evans

A British Airways deixou de operar com uma das mais icônicas aeronaves que compos a sua frota, o Boeing 767. O último voo comercial aconteceu no último domingo (25), de Larnaca, no Chipre, até Londres.

Desde que a British Airways operou seu primeiro 767 , em fevereiro de 1990, em um breve voo para Paris, a frota de aeronaves completou mais de 425.000 voos comerciais. Frankfurt era a rota onde os entusiastas podiam encontrar o 767 com mais frequência, com a aeronave completando quase 15.000 voos de ida e volta do aeroporto, mas a aeronave também foi usada para servir rotas de Abu Dhabi, para Calgary e Nova York.

Embora tenha sido utilizado inicialmente para viagens de longa distância, nos últimos anos o 797 foi reconfigurado para uso em voos de curta distância, incluindo Atenas e Larnaca, bem como em algumas rotas domésticas.

A aposentadoria acontece quando a British Airways olha para o futuro de sua frota. Apenas alguns dias atrás, a companhia aérea recebeu seu 30º Boeing 787 Dreamliner – a mais nova aeronave de sua frota. Não só o Dreamliner é cerca de 40% mais silencioso que outras aeronaves, mas também utiliza 20% menos combustível do que aeronaves de tamanho similar.

Isso significa uma redução nas emissões de dióxido de carbono e óxido de nitrogênio. Mas não é apenas o 787 que está sendo adicionado à frota da British Airways. No final do ano, a companhia aérea receberá outra aeronave pioneira – o primeiro Airbus A350, parte do investimento de 4,5 bilhões de libras da companhia para os clientes nos próximos cinco anos.

“O 767 foi uma parte brilhante de nossa frota, percorrendo algumas de nossas rotas mais populares e oferecendo aos clientes o que era um serviço líder do setor em seu tempo. E isso acontece quando o 767 final deixa a frota e façamos a 30ª entrega de outra aeronave líder do setor, a 787, que oferece aos clientes uma experiência excepcional nos céus”, afirma o capitão Al Bridger, diretor de operações de voo da British Airways.

O último voo comercial 767 ocorreu na aeronave G-BZHA. Esta aeronave voou pela primeira vez em 1998 e percorreu cerca de 23 milhões de milhas. Ele visitou Larnaca 900 vezes em sua vida, mas sua rota mais popular é na verdade para Atenas, onde completou 1.275 viagens de ida e volta. Estima-se que esta aeronave tenha transportado cerca de 4 milhões de clientes em quase 23.000 voos.

Publicidade